Cidadeverde.com

Vaca Atolada vai ao Corso e diz que terá 50 mil foliões na Matinha

  • vaca5.jpg João Allbert
  • vaca4.jpg João Allbert
  • vaca3.jpg João Allbert
  • vaca2.jpg João Allbert
  • vaca1.jpg João Allbert

O bloco Vaca Atolada também marcou presença no Corso de Teresina. Os integrantes aproveitaram para divulgar a programação do bloco, que está com desfile marcado para o dia 12 de fevereiro. De acordo com Daniel Borges, um dos coordenadores do bloco, a expectativa é receber a visita de pelo menos 50 mil foliões. 

“Pode se dizer que é o maior bloco popular de Teresina. Já são 26 anos na avenida”, contou Daniel, que foi pra avenida vestido de “vaca”, o mascote do grupo.

O bloco acontece no bairro Matinha, na zona Norte de Teresina, com concentração em frente ao Iate Clube.


 

Flash Yala Sena
Da Redação Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com 

Homens se vestem de fada na avenida: foi a fantasia mais barata!

 

Fotos: João Albert


Um grupo de homens decidiu se fantasiar de fada para curtir o Corso 2018 e o motivo é completamente aceitável: foi a fantasia mais barata que encontraram.

São 15 jovens "fados" de todas as cores. "A fada foi o que a gente achou mais em conta e acabou sendo uma mensagem: que o homem também pode ser fada. Não sei se fada tem gênero, mas pode tudo no carnaval", afirma Guilherme Genuíno, de 25 anos.

Já o amigo Vitor Melo, de 23 anos, aposta mais na zoeira mesmo: "Foi o melhor custo-benefício, mas também é uma espécie de zoeira", brinca.

Yala Sena (da avenida)
Jordana Cury (da redação)
redacao@cidadeverde.com

Polêmica com paredões no corso é preconceito, diz dono de paredão

  • b04c3aab-4501-4809-a989-4eb35a7ddc1d.jpg João Albert
  • 61fbe811-68d1-4f2a-9ce0-e6709ef43af3.jpg João Albert
  • 3a8c6cfe-04c9-479b-95ce-9586d4168844.jpg João Albert
  • 986e377e-70f6-4ae0-baab-0e87afe2ed8d.jpg João Albert
  • 01ac4471-9fe9-4a28-a4f2-32b73922764c.jpg João Albert

Os paredões vão desfilar pela primeira vez na avenida Raul Lopes durante o corso 2018. Os proprietários dos veículos alegam que a polêmica que fizeram no ano passado é puro preconceito. 

Segundo Lucas Wendel Peres Rocha, 23 anos, antes os donos de paredões vinham para a avenida e ficavam com medo de ter o carro apreendido.

"A polêmica é um preconceito com os paredões. Tem o estigma que quem tem paredão é gente da bagaceira, mas tem gente do bem e que vem se divertir e fazer festa", afirma o dono de uma paredão com mais de 100 decibéis.

Flash Yala Sena
Hérlon Moraes (Da Redação)

Corso 2018: caminhão da 3ª idade é o primeiro a chegar à avenida

  • avenida7.jpg Yala Sena
  • avenida6.jpg Yala Sena
  • avenida5.jpg Yala Sena
  • avenida4.jpg Yala Sena
  • avenida3.jpg Yala Sena
  • avenida2.jpg Yala Sena
  • avenida.jpg Yala Sena

Os foliões já começam a chegar na Avenida Raul Lopes para o Corso 2018!

O primeiro veículo a marcar lugar é o caminhão da Terceira Idade, que traz como mensagem: "Somos veinhos, mas jovens de alma. Aqui não tem tempo de ficar velho". 

O caminhão é da Secretaria de Assistência Social e do Conselho do Idoso.

O veículo conta com a ilustre presença de Teresa Rodrigues, 76 anos, coroada eterna rainha do carnaval.

Ela explica que já ganhou o título de Rainha da Terceira Idade por duas vezes e, por isso, não pode mais concorrer, mas se considera a eterna rainha.

Quem também está nesse caminhão é o radialista Ferreira Silva, vestido de Vovó Filó. Ele tem 70 anos e ressalta que a terceira idade também tem como característica a vitalidade e a vivacidade.

Yala Sena (da avenida)
Jordana Cury (da Redação)
redacao@cidadeverde.com

SAMU monta estande com pronto-atendimento durante o Corso

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Teresina está presente durante o Corso, que acontece no hoje (3) na Avenida Raul Lopes. Um centro integrado de atendimentos funcionará no estacionamento da Ponte Estaiada, onde 10 macas e materiais diversos ficarão à disposição para que os profissionais de saúde atuem no local atendendo os foliões. 

“Toda a rede hospitalar da capital está preparada para atender os foliões. Médicos e equipe extra de enfermagem estarão atuando no Hospital da Primavera como ponto principal de apoio ao Corso, pois é a unidade que fica mais próxima do local da festa. Além disso, também no Hospital da Primavera, haverá uma ambulância do SAMU para casos que precisem de deslocamento de pacientes”, informa a diretora de enfermagem do SAMU Teresina, Eronice Moraes. 

Ela informa ainda que o Corpo de Bombeiros é parceiro e vai botar duas ambulâncias próprias ao longo da Avenida Raul Lopes. “Ambulâncias do SAMU e da Polícia Rodoviária Federal também estarão presentes no trajeto”, diz Eronice.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com

Corso de Teresina terá desfile com 15 paredões de som automotivo

Os amantes por som automotivo estão ansiosos em participar do desfile de paredões de som, neste sábado (03), no Corso de Teresina. O evento irá acontecer na Avenida Raul Lopes, zona Leste. De acordo com o presidente da Associação Piauiense dos Amantes de Som Automotivo (APISOM), Rinaldo Race, este será o segundo ano em que haverá desfile; o primeiro ocorreu em 2016.

Neste ano haverá a participação de 15 paredões, que irão se concentram próximo a uma casa de show, próximo ao balão da Ponte Primavera. 

“Os paredões vão sair em desfile logo após o caminhão da acessibilidade. Após o desfile, os paredões irão se dispersar pelas ruas transversais (a Avenida Raul Lopes. Todos os paredões participantes estão credenciados e com adesivo”, disse Rinaldo Race. 

O presidente da APISOM ressaltou que os proprietários dos paredões já foram orientados que não será permitido o campeonato de som. 

“Isso acontece quando um amante quer mostrar que o seu som é mais potente que o outro; nós temos um grupo no whatsapp para discutir quais músicas iremos tocar no desfile, mas após isso cada amante poderá tocar a música de seu interesse”, acrescentou. 

Alguns paredões vão entrar enfeitados na avenida, apesar do pouco tempo de preparação. “Tivemos pouco tempo para essa questão de enfeitar os paredões, pois alguns estavam passando por reformas. Mas muitos amantes estão soltando a criatividade. Alguns paredões possuem luz de led e soltam fumaça, o que já ajuda”, conta Race.  

“O carnaval é uma festa democrática, do povo, e os paredões de som também é isso. O carnaval não é silêncio; é música. O desfile foi um ponto positivo, pois estamos nos organizando. Queremos com isso tirar essa imagem ‘manchada’ de que os amantes de som são somente baderneiros”, finaliza.  

 

Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com
 

Órgãos do Meio Ambiente vão medir poluição no Corso; prefeitura terá que plantar árvores

Órgãos do Meio Ambiente vão fiscalizar a poluição ambiental gerada no Corso. Para compensar os danos ambientais, a prefeitura terá que plantar árvores ou até mesmo pagar valor em dinheiro. A compensação será proporcional a poluição sonora e a provocada pelo monóxido de carbono liberado pela descarga dos veículos. 

"Com a medição vamos chegar a um coeficiente e a partir dele temos como matematicamente colocar quantas árvores deverão ser plantadas, bem como podemos requisitar valores de restituição por dano ambiental", explica Sávio Carvalho, promotor do Meio Ambiente de Teresina.

Foto: Wilson Filho/ Cidadeverde.com

 Sávio Carvalho, promotor do Meio Ambiente de Teresina

O representante do Ministério Público cita que em 2017 foi criado o Bosque do Corso, justamente, para fazer a compensação ambiental. 

"O resultado da medição deste ano sairá em março ou começo do mês de abril. Com o resultado, vamos dialogar com a Prefeitura para que se chegue a um consenso", explica o promotor.

Sobre a liberação dos paredões de som, que também causarão danos ao Meio Ambiente, Sávio Carvalho ressalta que não compete ao Ministério Público definir "o que deve ou não ser permitido no Corso". 

"O Corso é uma festa do povo e, portanto, não existe dono. Carnaval é festa popular e no nosso entendimento qualquer um dentro da lei deve, pode e tem o direito de participar, desde que obedecida a lei e que seja mantida a Cultura do nosso Corso que é um desfile de caminhões com foliões", finaliza o representante do Ministério Público.


Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com

Corso: veja orientações de segurança para curtir a folia na Raul Lopes

A dinâmica do Corso é definida pela população. Como o número de caminhões deve ser próximo ao número inscrito ano passado, a tendência é que mais pessoas curtam a folia do chão. Para isso, é importante ficar atentos a algumas recomendações de segurança e de socorro na avenida Raul Lopes.

SEGURANÇA

Cerca de 1.200 policiais entre civis, militares, rodoviários federais estarão na avenida. 20 pontos elevados serão montados em todo percurso para que a população e os próprios militares possam ter uma visualização melhor um do outro. Mesmo assim é importante levadas em consideração algumas recomendações da Polícia Militar. Veja quais são: 

- Se beber não dirija;
- Utilizar transporte público, táxi, uber ou carona para chegar à avenida;
- Não levar objetos de valor que chamem atenção: relógio, joias, bolsas, etc;
- Evite deslocamento por ruas desertas e mal iluminadas sozinhos;
- Identifique pontos de apoio: polícias, Samu, serviços de Taxi;
- Ande sempre acompanhado;
- Ao usar celular procure local seguro;
- Evite levar bebidas em garrafas de vidro, vão para avenida com espírito “desarmado”; 
- Leve apenas um documento com foto e a carteira do plano de saúde;
- Se levar crianças, identifique-as com pulseiras;
- Não aceite bebida de estranho e tenha controle do seu copo, latinha ou bebida;
- Não se envolva em confusões, discussões ou brincadeiras que possam causar problemas;
- Qualquer irregularidade observada procure o policial militar mais próximo;
- No caso de furto ou roubo, comunique imediatamente ao policial militar mais próximo ou ligue 190
- Não reaja, sua vida não tem preço!

O Corpo de Bombeiros também estará na avenida com a ambulância do resgate e de combate a incêndio.

SAÚDE

Uma ambulância do SAMU e motolâncias estarão no local para atender possíveis demandas e para, caso necessário, fazer o deslocamento do paciente para os hospitais da região, que estarão preparados para atender as demandas. 

Um Centro Integrado de Atendimentos está sendo montado no estacionamento da Ponte Estaiada, onde dez macas e materiais diversos ficarão à disposição para que os profissionais de saúde atuem no local atendendo os foliões.

“Toda a rede hospitalar da capital está preparada para atender os foliões. Médicos e equipe extra de enfermagem estarão atuando no Hospital da Primavera como ponto principal de apoio ao Corso, pois é a unidade que fica mais próxima do local da festa. Além disso, também no Hospital da Primavera, haverá uma ambulância do SAMU para casos que precisem de deslocamento de pacientes”, informa a diretora de enfermagem do SAMU Teresina, Eronice Moraes.

Eronice informa ainda que o Corpo de Bombeiros é parceiro e vai disponibilizar duas ambulâncias próprias ao longo da Avenida Raul Lopes. “Ambulâncias do SAMU e da Polícia Rodoviária Federal também estarão presentes no trajeto”, finaliza Eronice.

Quanto à fiscalização dos alimentos a venda no evento, a Vigilância Sanitária do município estará presente. A partir das 8 horas de sábado (3), 10 equipes de fiscais estarão na Avenida Raul Lopes, onde acontece o Corso, para analisar as condições higiênicas e sanitárias do comércio ambulante de alimentos, bem como propor medidas de controle sanitário no momento da inspeção e apreensões de produtos impróprios para o consumo. Os vendedores devem estar uniformizados, usando avental, touca e luvas. O responsável pelos alimentos não deve manipular dinheiro nem usar nenhum tipo de adorno. 

TRANSPORTE

Por ser o maior evento da cidade, em se considerando a aglomeração de pessoas, recomenda-se que as pessoas vão para o evento utilizando o transporte público ou os serviços de táxi e mototáxi, ou dos aplicativos como o Uber e o 99POP. 

Os pontos de táxis e mototáxis ficarão situados em locais estratégicos para facilitar o acesso a todas as áreas da cidade. Serão oito pontos: na alça da Ponte JK, no sentido oeste/leste; na alça da Ponte Estaiada no sentido leste, próximo ao Bar Estaleiro; na rotatória da Lojas Pintos; na Avenida Universitária, próximo ao Posto São Raimundo; na Avenida Elias João Tajra; na Avenida Duque de Caxias com a Avenida Petrônio Portela, no sentido norte/sul; e ainda na Avenida Jóquei Clube com a Avenida Ininga.

A organização do trânsito ficará por conta da Strans e da Polícia Rodoviária Federal, que fará a sinalização na Avenida João XXIII e das vias que dão acesso à festa além da realização de blitze. “A Ponte da Primavera será fechada totalmente a partir das 6h do sábado. As demais pontes estarão livres para circulação de veículos. Este ano a Avenida Marechal Castelo Branco estará toda liberada”, informa o diretor de Operação e Fiscalização da Strans, Jaime Oliveira.

A avenida Marechal Castelo Branco não será bloqueada, portanto é importante que os foliões se atentem a isso para não correrem risco de acidentes.

Wilson Filho/Cidadeverde.com

CONCENTRAÇÃO

Os veículos poderão se posicionar a partir das 12 horas na avenida Petrônio Portela, iniciando em frente a Polipedras, no sentido Leste/Centro. O evento começa às 16h e os veículos deverão transitar em faixas estabelecidas e sinalizadas pela organização do Corso, através das grades de proteção.


PERCURSO

O percurso será por toda a extensão da avenida Raul Lopes, a partir da ponte da Primavera, passando pela ponte Estaiada e a dispersão acontece a partir do primeiro balão do Shopping Riverside, sendo proibido estacionar a partir deste ponto.

São esperados pela prefeitura cerca de 300 mil foliões na avenida, que além dos caminhões será destaque o público a pé. 

DIVULGAÇÃO

Toda a cobertura do corso você poderá acompanhar pela TV Cidade Verde a partir das 16 horas e no portal Cidade Verde em tempo real. Nas redes sociais, os internautas poderão participar usando a hastag #corsocidadeverde. No aplicativo CVPlay você também terá toda a cobertura.


Caroline Oliveira
carolineoliveira@cidadeverde.com

Caminhão vencedor volta ao Corso criticando a política; escute paródia exclusiva

O caminhão vencedor do Corso 2017 volta este ano para desfilar na Avenida Raul Lopes com uma proposta bem diferente da anterior "Foca na Dieta".

O desfile inicia às 17h deste sábado (03),  mas os organizadores do caminhão já adiantaram alguns detalhes da ornamentação do carro ao Cidadeverde.com. Neste ano, o tema será "Brasil: Aqui o Palhaço É Você". 

O objetivo do 50 foliões que estarão no caminhão é criticar governantes e o congresso brasileiro, mas "sem citar nomes" de políticos. O grupo vai protestar contra a reforma tributária, reforma da previdência, desemprego, compra de voto e até o surto sobre o febre amarela. 

"É uma critica a toda situação que o país está passando. Hoje todo brasileiro se sente um pouco palhaço. Não vamos citar o nome de ninguém, mas vamos mostrar que existe palhaço da educação, palhaço da saúde, palhaço da reforma da previdência. Mostrar como o povo brasileiro se sente. Estamos em uma ano eleitoral e não temos uma opção decente", adianta a empresária Nayane Rêgo, uma das organizadoras do caminhão. 

Os foliões do caminhão estarão todos fantasiados de palhaço. O caminhão terá decoração circense. Outra novidade é que os organizadores gravaram uma paródia exclusiva do hit do carnaval "Que tiro foi esse", da funkeira Jojo Todynho,para criticarem a situação política brasileira. 

"Se a gente ganhar será ótimo. Mas nosso objetivo é prestigiar essa festa, como fazemos há nove anos", acrescenta a organizadora.

Caminhão Foca Na Dieta, vencedor do Corso 2017. Foto: Wilson Filho/Cidadeverde.com 

28 caminhões

Neste edição de 2018, o Corso de Teresina teve 28 caminhões inscritos. O número é o menor registrado nos últimos anos. 

Para este ano, a premiação terá quatro categorias: carro mais animado, criativos, original e estranho. No total, serão distribuídos R$ 40 mil entre os vencedores. 

Diferentemente de anos anteriores, antes do início do Corso haverá apresentação de uma banda com músicas tradicionais de Carnaval, além do desfile de 15 paredões de som. 

Transmissão
 
A partir das 16h deste sábado a TV Cidade Verde e o Cidadeverde.com farão a cobertura em tempo real do Corso de Teresina. Os internautas e telespectadores poderão participar da transmissão usando a hashtag #CorsoCidadeVerde nas redes sociais. 

Poste mensagens, fotos e vídeos com a hashtag #CorsoCidadeVerde e participe da nossa transmissão.

A cobertura também poderá ser acompanhada através do aplicativo CV Play


Izabella Pimentel
redacao@cidadeverde.com 

"Deixem suas diferenças e brinquem na paz", diz presidente da Fundação

O presidente da Fundação Municipal Monsenhor Chaves, Luis Carlos Martins, pediu aos foliões que brinquem sem violência  e venham para a avenida com espírito de paz. 

"Deixem suas diferenças, vistam suas fantasias e brinquem na paz. Montamos toda estrutura para receber o público", disse o presidente.

A Prefeitura de Teresina em parceria com as policiais montou esquema de segurança para acompanhar a festa, que foi eleita a maior do mundo pelo Guinness Book.

Luis Carlos também fez um apelo para que os foliões evitem sujar a cidade e cuidem do meio ambiente.

A folia terá início a partir das 16h. Os carros desfilarão na avenida Raul Lopes e estarão concentrados na avenida Petrônio Portela, com início do percurso no balão do Teresina Hall . A abertura será feita por mais de dez bandas, reunindo mais de 150 músicos, tocando as tradicionais marchinhas e acompanhando as majestades do Carnaval. Haverá também desfile do veículos com paredões de som.

A TV Cidade Verde e o site farão cobertura ao vivo. O internauta pode acompanhar pelo portal ou pelo CVPlay. A revista e a Rádio também estarão na folia. 

 

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com

Posts anteriores