Cidadeverde.com

Mil pessoas serão intimadas por fazerem parte de grupos de WhatsApp que monitoram Blitzen

Foto:arquivo/pessoal

Fernando Aragão

Segundo o gerente de operações de trânsito da secretaria de segurança do Piauí, Fernando Aragão, já são mil pessoas que serão intimadas para depor na policia por fazerem parte de grupos de WhatsApp usados para monitorar as blitzen que estão sendo realizadas em Teresina. “Algumas pessoas insistem em atrapalhar nosso trabalho, mas estão sendo identificadas. Essas pessoas estão infringindo o art. 265 do código penal que prevê 01 a 05 anos de reclusão para quem fizer esse tipo de procedimento.  Essas pessoas serão ouvidas e devidamente processadas”, garante Fernando. 

O coordenador de operações de transito, informou ainda que a partir do mês de abril as blitzen intensificadas em Teresina e  ampliadas para os municípios do interior do estado.  “Na capital serão intensificadas nos três turnos ampliando as fiscalizações nas pontes também.  E a partir do próximo mês serão realizadas também no interior do estado”, garante. “ As nossas estatísticas mostram que as mortes e lesões corporais no transito caíram entre 40 a 60% portanto, o resultado é satisfatório", finaliza Aragão.