Cidadeverde.com
Diversidade

FestLuso discute racismo em espetáculos gratuitos em Teresina - VEJA PROGRAMAÇÃO

  • FESTLUSO_12.jpg FESTLUSO
  • FESTLUSO_13.jpg FESTLUSO
  • FESTLUSO_11.jpg FESTLUSO
  • FESTLUSO_10.jpg FESTLUSO
  • FESTLUSO_9.jpg FESTLUSO
  • FESTLUSO_8.jpg FESTLUSO
  • FESTLUSO_7.jpg FESTLUSO
  • FESTLUSO_6.jpg FESTLUSO
  • FESTLUSO_5.jpg FESTLUSO
  • FESTLUSO_4.jpg FESTLUSO
  • FESTLUSO_3.jpg FESTLUSO
  • FESTLUSO_2.jpg FESTLUSO
  • FEST_LUSO_1.jpg FESTLUSO

O evento internacional acontece no mês da Consciência Negra

Um dos maiores eventos que reúne grupos teatrais que têm a língua portuguesa como idioma oficial, o Festival de Teatro Lusófono - FestLuso 2021 discute, este ano, questões raciais em vários espetáculos. O FestLuso acontece nos próximos dias  22 a 28 de novembro, com a presença de grupos teatrais de Portugal e de Moçambique, além de espetáculos e apresentações do Rio de Janeiro, Ceará, Piauí, Pernambuco e da Bahia.

A curadoria do evento incluiu apresentações que trazem em cena discussões sobre o racismo, a desigualdade racial, a mulher negra, africanidade, inclusão, pertencimentos e a representação da negritude na sociedade contemporânea. No mês da Consciência Negra, e comemorado hoje (2) o Dia da Consciência Negra, o festival reforça o respeito e o direto à igualdade racial, temas que já nasceram com a própria criação do festival. 

 “Quando transferimos a data para novembro, mês da Consciência Negra e o Novembro Negro, nós da curadoria procuramos encontrar espetáculos que pudessem trazer essa discussão que é pertinente na cena cultural brasileira, tanto na dança, como no teatro, a questão do racismo estrutural, da mulher e várias outras questões do mundo contemporâneo”, disse o curador do FestLuso, ator e diretor cultural, Francisco Pellé.

Na segunda-feira (22), a abertura oficial do evento será com a peça “Medeia Negra”. A atriz baiana e performer Márcia Limma traz à capital piauiense a tragédia grega atualizada na voz e no corpo de uma mulher negra. O ator moçambicano Klemente Tsamba vem para o espetáculo “Dizcontos”, que aborda o drama das migrações com foco no negro africado forçado a ir para a Europa. Na programação tem ainda o espetáculo do coletivo CAPEMGA, do Piauí, trazendo “Pejorativo”, que levant vozes contra a intolerância racial.

Do Ceará, tem o ritual cênico “CorpoCatimbó” com Zé Viana Júnior e Pai Mesquita, que faz reflexões sobre o corpo negro nas religiões de matrizes africana. Este ano a temática do negro e da pandemia perpassam os espetáculos definidos na programação. Todos os espetáculos são gratuitos.

O FestLuso 2021 tem patrocínio do Governo do Estado do Piauí / SECULT / SIEC e Equatorial Piauí; apoio República Portuguesa – Cultura e Dg’Artes; produção: Navilouca Produções e realização: Grupo Harém de Teatro. As atividades do festival acontecerão no Espaço Cultural Trilhos, no Theatro 4 de Setembro e uma oficina no Clube dos Diários, além de um espetáculo transmitido direto de Portugal. Para as apresentações presenciais, é necessário apresentação comprovante de vacinação completo contra a Covid-19 e uso correto de máscara.

 

PROGRAMAÇÃO FESTLUSO 2021

22/11(segunda-feira)

*19h – Abertura Oficial

Local: Espaço Cultural Trilhos / Pátio Central

19h30 – Espetáculo Medeia Negra – Grupo Vilavox - BA - Brasil

Local: Espaço Cultural Trilhos / Teatro Estação

 

*21h – Show de abertura – Bia e os Becks - Universo Quenga

Local: Espaço Cultural Trilhos

 

23/11 - terça-feira

*19h – Espetáculo DIZCONTOS, contos sobre migração - Um solo teatral com

Klemente Tsamba – MCZ/POR

Local: Espaço Cultural Trilhos / Teatro Estação

 

24/11/2021 - quarta-feira

*19h – Espetáculo A Lua Vem da Ásia – Chico Diaz – RJ

Local: Theatro 4 de Setembro

 

*20h30 – lançamentos do “O Livro Harém 35 anos” e “Teresina, de Primeiro”, de Assaí Campelo.

Local: Espaço Cultural Trilhos

*21h - Show Narcoliricista

Local: Espaço Cultural Trilhos / Pátio Central

 

25/11 - Quinta-feira

*19h – Espetáculo Abrigo São Loucas II – A Quarentena

Local: Espaço Cultural Trilhos / Pátio Central

 

*20h30 – exibição do filme “Os pobres diabos” do cineasta Rosemberg Cariry.

Local: Espaço Cultural Trilhos

 

26/11 – Sexta-feira

*19h – Espetáculo Pejorativo – CAPENGA - PI

Local: Espaço Cultural Trilhos / Teatro Estação

 

27/11 - Sábado

*16h – Espetáculo Chama “Mãe ao coração” – Diálogos do corpo e da palavra – Folha de Medronho Artes Performativas – Loulé – Portugal

(Transmissão Online) direto de Portugual

 

 

*19h – Ritual cênico “CorpoCatimbó” – Zé Viana Junior– CE e Pai Mesquita de Ogum

Local: Espaço Cultural Trilhos / Teatro Estação

 

*20h30 - Projeto O Poeta e Sua Hora – Festa da Lusofonia

Com a escritora Cida Pedrosa, que ganhou prêmio Jabuti 2020 lançando seu livro “Solo para Vialejo”. Neste dia haverá o lançamento do livro “Bloco de Notas” de Fernanda Paz.

Local: Espaço Casa Soraya Guimarães

 

 

28/11 – Domingo

*16h – Espetáculo “O Quarto” - Grupo Girassol – Moçambique

(Transmissão online)

 

*19h – Há uma festa sem começo que não termina com o fim – Pavilhão da Magnólia – CE

Local: Espaço Cultural Trilhos / Teatro Estação

 

OFICINAS:

* CORPOREIDADES ENCANTADAS DA JUREMA SAGRADA: UM CORPO EM ESTADO DE TRÂNSITO

Com Zé Viana Junior (CE) e Liliana Matos (BA)

Dias: 24 e 25 de novembro (quarta e quinta-feira)

Local: Espaço Cultural Trilhos

Horário: 9h às 12h

* REINICIAR O CORPO

Com Zé Reis (PI)

Dias: 22, 23 e 24 de novembro (segunda, terça e quarta-feira)

Local: Galeria do Clube dos Diários

Horário: 15h às 18h

*RODA DE CONVERSA

Processo Criativo CorpoCatimbó

Dia: 26 de novembro (sexta-feira)

Local: Escola Técnica Estadual de Teatro Prof. José Gomes Campos

Horário: 16h

FONTE: ASCOM