Cidadeverde.com
Diversidade

Gaymada: prepara, que agora é a hora do show das poderosas

“Prepara, que agora é a hora dos show das poderosas/ Que descem e rebolam/afrontam as preconceituosas”.  Esta parafrase traduz  o espírito dionisíaco que tomou conta da Potycabana ontem (20/02) com a Gaymada: acontecimento sociocultural que foi a maior fervenção em Teresina.  A regra número um do jogo era: lacrar, zoar,  purpurinar,  se jogar, embaralhar as fronteiras de gêneros e pintar sobre  o céu da cidade com um mosaico de cores humanas em suas múltiplas formas de expressão   e ORGULHO DE SER.

Homos, heteros,  bis, trans,  barbies, fechosas, entendidos e  pansexuais circulavam, closavam e   irradiavam alegrias e  performatividades entre os usuários daquele território. Tudo ali transpirava um diálogo democrático e multifacetado envolvendo atores/atrizes  da competição, torcedor@s, transeuntes, famílias, jovens, idosos, casais, crianças e tod@s que ocupavam o Parque Potycabana.

E o mais exuberante das interações fervilhantes naquele espaço era que as formas dialogais ocorriam através de signos diversos: falas, dança, vestuário, músicas, cabelos, gestos, silêncios de êxtases e espanto, risos, abraços, performances, olhares, beijos, humor e outras expressões criativas.

  A 2ª edição da Gaymada torna-se um acontecimento singular porque  possibilita reunir um mar de gente num frenesi de  misturas, aproximações, interações, atravessamentos, rupturas, desconstruções e reconstruções das narrativas humanas. Assim é, assim seja.

 

Por Herbert Medeiros

 

FOTOS DO EVENTO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto de João Aranha

Foto de João Aranha

Foto de João Aranha