Cidadeverde.com

IR 2020: Declarações seguem em ritmo esperado no PI, diz Receita

Foto: arquivo Cidadeverde.com

Passadas duas semanas após o início do prazo para declaração do Imposto de Renda 2020, a Receita já registrou 38.383 declarações, no Piauí, até as 10h30 desta sexta-feira (13). O órgão estima que até o fim do prazo, dia 30, cerca de 255 mil declarações sejam contabilizadas no estado.

Para o delegado da Receita Federal no Piauí, Eudimar Alves, a entrega no Piauí segue em ritmo maior do que a observada em nível nacional, considerando a expectativa de recebimento. “Se verificarmos a relação declarações já entregues dividido por previsão de entrega, no Piauí já chega a 15%, enquanto no Brasil está próximo a 12,5%”, explica.

O delegado pontua ainda que, embora haja tempo suficiente para entregar a declaração do IR com tranquilidade, cerca de sete semanas, quem deixa a entrega para a última hora corre o risco de ter problemas com Fisco, por eventual esquecimento ou omissão de informações.

Cuidados ao declarar os rendimentos

O delegado lembra que os contribuintes devem declarar todos os rendimentos tributáveis recebidos tanto de pessoas físicas como de pessoas jurídicas, independentemente de ter ou não desconto na fonte do imposto, tais como: aluguéis, resgates de previdência privada, aposentadorias, salários, honorários de autônomos (médicos, advogados, veterinários, economistas, contadores, jornalistas, leiloeiros, etc), ações judiciais, pensões alimentícias, direitos autorais, ganhos com criptoativos, etc. A ausência destas informações causa problemas para o declarante, em razão dos cruzamentos realizados pela Receita Federal.

Vídeos e podcasts sobre DIRF 2020

Com o objetivo de orientar os contribuintes, a Receita lançou nesta quarta, 11, uma série de podcasts e vídeos explicando como deve ser feito todo o procedimento de declaração do imposto de renda. O material de acesso gratuito está disponível no site oficial da Receita Federal (www.receita.economia.gov.br/audios e www.receita.economia.gov.br/videos/imposto-de-renda).

 

Analistas do Banco Central querem fazer pesquisa com lojistas de Teresina

Foto: Ascom / CDL

Com o propósito de avaliar a atuação do Banco Central em Teresina, na prestação dos serviços de custódia de numerário relacionados à qualidade e quantidade das cédulas e moedas disponibilizadas para troco e a incidência de cédulas suspeitas de ilegitimidade, os analistas do Banco Central do Brasil, Hélio Pires Teixeira e Lucailo Elmiro, estiveram reunidos com o superintendente da CDL Teresina, Ulysses Moraes.

Na oportunidade, o superintendente falou sobre a importância desse serviço para a população e principalmente, para os lojistas. “Vamos enviar para todos os nossos associados a pesquisa sobre quantidade das cédulas e moedas disponibilizadas para troco que o Banco Central nos passou e retornaremos a eles, assim terão dados para acompanhar como anda essa questão no varejo teresinense”, disse Ulysses.

Durante o encontro, foi discutido amplamente a disponibilidade do serviço de atendimento ao público, independentemente de serem correntistas, ou não, do Banco do Brasil, para os procedimentos de troca de cédulas e moedas divisionárias (facilitadoras de troco) para pessoas físicas. Hélio Pires esclareceu que a agência localizada da Rua David Caldas, disponibiliza o serviço para troca imediata de 100 unidades do valor a ser trocado, por exemplo: 100 unidades de 1 real.  

Ainda na oportunidade, o analista Lucailo Elmiro ressaltou a importância da população conhecer a cédula original. “No site do Banco Central a pessoa pode conhecer mais sobre cada cédula e seus principais elementos de segurança, como por exemplo: nas cédulas da segunda família do real, verifique a marca-d'água, o número escondido, a faixa holográfica (nas notas de 50 e 100 reais) e o número que muda de cor (nas notas de 10 e 20 reais) e também o alto-relevo”, explicou.

O lojista que se interessa em fazer parte da pesquisa, pode solicitar através do número 86 3221-6969 ou pelo email [email protected]

 

Governo suspende prova de vida e antecipará 13º de aposentados

Foto: Roberta Aline / Cidadeverde.com

O Ministério da Economia anunciou cinco medidas para reduzir o impacto da epidemia do novo coronavírus no país. As ações são as seguintes: 

Antecipação do 13º salário
O governo anunciou que vai pagar, em abril, a primeira metade do 13º salário de aposentados e pensionistas do INSS. Geralmente, essa parcela é paga em julho. Ao todo, serão desembolsados R$ 23 bilhões.

Reduzir juros do consignado do INSS
O governo vai propor ao Conselho Nacional de Previdência Social que reduza os juros máximos do empréstimo consignado de beneficiários do INSS. O prazo e o valor máximo para as operações também deverão ser ampliados.

Prova de vida suspensa
O governo decidiu suspender, por 120 dias, a prova de vida dos beneficiários do INSS. A medida deve valer até meados de setembro.

Preferência tarifária
O Ministério da Economia fará uma lista de produtos médico-hospitalares que terão preferência tarifária. Isso significa que o Brasil poderá definir impostos de importação mais baixos para esses produtos, de modo a garantir o abastecimento nacional.

Desembaraço aduaneiro
O desembaraço aduaneiro de produtos médico-hospitalares deve ser priorizado. Cargas desses produtos que chegarem ao Brasil serão processadas com maior rapidez na alfândega, para evitar que fiquem retidas.

Preço da gasolina em Teresina deve cair em uma semana, diz sindicato

Foto: arquivo / Cidadeverde.com

A Petrobras reduz nesta sexta-feira (13) o preço da gasolina em 9,5% nas refinarias e o diesel em 6,5%. O corte nos preços acontece somente cinco dias após o preço do petróleo derreter no mercado internacional. 

A redução estimada é de R$ 0,16 por litro na gasolina e de R$ 0,125 no diesel, mas a queda que chegará às bombas depende das distribuidoras e dos postos, já que a polícia de preços é livre.

Em entrevista à Rádio Cidade Verde, o presidente do Sindicato dos Proprietários de Postos de Combustíveis no Piauí, Alexandre Cavalcante, informou que é muito provável que a queda de preços chegue às bombas em uma semana ou dez dias.

"Acontece que tudo depende do preço que será praticado pelas distribuidoras e do estoque que os postos têm hoje, que foi comprado mais caro. Essa redução vai chegar, sim, mas tem que esperar um tempo", disse Cavalcante.

A média de preços da gasolina em Teresina é de R$ 4,59. Nesta sexta-feira, alguns postos da zona Leste já estavam cobrando R$ 4,39.

Piauí: empresas que incentivam a cultura podem ter desconto no ICMS

Foto: Ascom

Empresas do Piauí podem ter desconto na contribuição mensal do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) mediante financiamento de projetos culturais como música, artes gráficas, cinema e artesanato, por meio do Sistema de Incentivo Estadual à Cultura (SIEC) com a lei nº 4.997, que tem por objetivo estimular o desenvolvimento cultural do Estado.

No Piauí, o Sistema têm como fator principal a valorização da criação e produção de expressões culturais e dos processos de preservação e proteção do patrimônio do Estado. "A nossa lei estadual de incentivo à cultura permite que os empresários possam financiar projetos culturais. Em troca disso, eles abatem 100% do valor do ICMS que pagariam para o Estado. Ou seja, nós aprovamos uma lista de projetos e ao aprovar essa lista, os empresários podem escolher um desses. Por exemplo, se a empresa paga R$ 100 mil por mês de ICMS e ela resolver financiar um projeto de R$30 mil, naquele mês não vai pagar 100 e sim R$ 70 mil", informa o secretário de Cultura, Fábio Novo.

O valor da renúncia fiscal destinado ao SIEC supera os R$ 8 milhões.  A quantia corresponde a 0,3% de renúncia do ICMS líquido. Pela lei, o recurso será dividido entre os municípios do Piauí com distribuição de 50% para capital, 30% para o interior e 20% para projetos de interesse da Secretaria de Cultura.

O presidente do Centro das Indústrias do Estado do Piauí (CIEPI), Andrade Júnior, comenta que o foco principal é oportunizar a participação e acesso de pessoas, principalmente as menos favorecidas, aos projetos culturais desenvolvidas no Estado. "Eu acho interessante que nós empresários possamos entender que contribuindo para um projeto desse recebemos uma carta de crédito de ICMS, se credita nesse imposto, não se tira nenhum real do bolso, e ajudamos uma grande causa", finaliza.

Bolsa cai mais de 10% logo após a abertura e tem novo circuit breaker

Foto: pixabay / reprodução gratuita

O mecanismo de circuit breaker, que ajuda a deter perdas maiores dos investidores na bolsa de valores, foi acionado pela terceira e pela quarta vez na semana.

É a primeira vez na história que a bolsa é suspensa em três dias da mesma semana.

Hoje, o mecanismo foi acionado logo depois da bolsa abrir, em reflexo à declaração do presidente Donald Trump, que proibiu viagens da Europa aos Estados Unidos para conter o coronavírus.

Os negócios ficaram parados por 30 minutos na primeira interrupção do dia. Depois, por volta das 11h15, a bolsa alcançou a queda de 15,43% e paralisou novamente as negociações, só que desse segunda vez foi por uma hora.

Com o tombo, o índice é cotado ao redor de 72 mil pontos, no menor patamar desde setembro de 2018, período em que o país vivia a corrida eleitoral que elegeu Jair Bolsonaro presidente.

Se a bolsa cair agora mais de 20%, as negociações são novamente suspensas, mas seria por tempo indeterminado.

Petróleo

A declaração de Trump, de proibir as viagens da Europa aos EUA, de forma imediata, deve ter como consequência uma nova queda no preço do petróleo, uma vez que a demanda das companhias aéreas pelo combustível deve cair.

Bpc

Mas não apenas fatores externos afetam os indicadores brasileiros. Na noite de ontem, o congresso derrubou um veto do presidente e ampliou o número de famílias atendidas pelo BPC (Benefício de Prestação Continuada), pago a quem está em situação de extrema pobreza.

Com isso, aumenta-se de R$ 261,25 para R$ 522,50 o limite da renda familiar mensal per capita para idosos e pessoas com deficiência terem acesso ao BPC.

O valor do BPC é de um salário mínimo (R$ 1.045,00).

A medida aumenta o gasto do governo em R$ 20 bilhões por ano e coloca em xeque a sustentabilidade o teto de gastos.

 

Dólar passa de R$ 5 após presidente dos EUA proibir viagens

Foto: Roberta Aline / Cidadeverde.com

O dólar comercial superou os R$ 5 pela primeira vez na história. Isso aconteceu logo após a abertura, nesta quinta-feira (12), em resposta à medida do presidente americano Donald Trump de proibir viagens da Europa aos Estados Unidos. 

A ação agravou as preocupações sobre o impacto econômico do coronavírus e a moeda americana subiu 6%. 

Por volta das 9h, a moeda avançava 6,52%, a R$ 5,028 na venda. Às 11h, as casas de câmbio de Teresina já vendiam o dólar turismo a R$ 5,15.

Ontem, a moeda norte-americana fechou em alta de 1,61%, a R$ 4721, abaixo do nível recorde (R$ 4,726) registrado na segunda-feira. 

Outlet Chic Teresina começa nesta sexta-feira e terá descontos de até 80%

Foto: Ascom do evento

Começa nesta sexta-feira (13) e segue até domingo (15), a 17ª edição do Outlet Chic no Atlantic City de Teresina, com descontos de até 80% em moda masculina, feminina, infantil, calçados, acessórios, artesanato e artigos de decoração. A entrada é gratuita.

O evento é promovido pela publicitária Marister Ramos e pela jornalista Roberta Rocha, e já se consagrou o maior bazar do Nordeste.

Nesta edição, o Outlet Chic reunirá 100 marcas nacionais, franquias e autorais. A organização espera receber mais de 20 mil pessoas durante os três dias do evento.

“É uma boa oportunidade para aqueles que querem renovar o guarda-roupa ou presentear alguém pagando um preço acessível. Além disso, o evento terá uma vasta programação, com espaço climatizado, tudo para proporcionar conforto e segurança para os clientes”, pontua Roberta Rocha, uma das organizadoras do evento. 

A estrutura climatizada conta ainda com praça de alimentação e espaço infantil. Além de atrações musicais. 

Economia Fácil: como usar o FGTS para comprar um imóvel

Hoje o assunto é como e quando você pode usar o dinheiro do seu FGTS para comprar um imóvel ou ajudar a amenizar o financiamento que você já tem. É tudo bem simples.

Primeiro, você tem que ter ao menos três anos de carteira assinada, mesmo que seja assinada por empresas diferentes. Se você tem, o próximo passo verificar o seu saldo de FGTS, o que pode ser feito até pelo aplicativo, nem precisa ir a uma agência da Caixa.

Bom, para adquirir um imóvel, esse valor que tem na sua conta do FGTS pode ser usado de três formas:

1 - para construir ou comprar um imóvel

Você que sonha em comprar a casa própria, seja ela já pronta ou ainda por construir, pode usar o FGTS para cobrir parte do valor ou o até o valor total.

Tudo vai depender do seu saldo. Se quer uma casa de R$ 200 mil e tem R$ 200 mil na sua conta do FGTS, você tem o suficiente e, portanto, não precisará pagar a diferença. Se você tem menos, pode dar seu saldo como entrada e completar o valor por fora ou financiar.

2 - para amortizar ou liquidar o saldo devedor

Quem já comprou uma casa financiada pode usar o FGTS para reduzir o saldo devedor. Você pode pedir para usar todo o dinheiro do FGTS ou apenas uma parte dele. Assim, você vai pagar menos juros e vai conseguir pagar o imóvel mais rápido.

3 - para pagar as prestações

Vamos supor que você fez um financiamento e a parcela ficou mil reais. Você pode usar o seu FGTS paga pagar até 80% do valor de cada parcela durante um ano. Ou seja, por mês, ao invés de pagar R$ 1 mil, vai pagar só R$ 200. Quando terminar o ano, você pode solicitar esse mesmo processo novamente.

Mas tem um detalhe importante. Nesses casos, você só pode usar seu FGTS se você não tiver outro imóvel no seu nome e se for o titular do financiamento.

Além disso, aqui no Piauí, esse imóvel não pode passar de R$ 650 mil e tem que ser destinado para moradia. Ou seja, você não pode comprar um ponto comercial com seu FGTS.

O quadro Economia Fácil é exibido todas as quinta-feiras, no Notícia da Manhã. Veja abaixo os quadros das últimas semanas:

Economia Fácil: os prós e os contras de abrir uma franquia

Economia Fácil explica como funciona o Cadastro Positivo

Economia Fácil: é melhor pagar o IPVA à vista ou parcelado?

Economia Fácil: a renda fixa não rende mais como antes

Economia Fácil explica o que são dos Fundos Imobiliários

Economia Fácil: como o dólar afeta o bolso do consumidor brasileiro

Economia Fácil: acaba neste mês o prazo para o saque-imediato do FGTS

Governo estuda usar dinheiro do FGTS como garantia em operações do cartão de crédito

Foto: Roberta Aline / Cidadeverde.com

O governo estuda que trabalhadores possam usar recursos de suas contas do FGTS como garantia em operações do cartão de crédito - seria uma forma de garantir o pagamento. 

Para o governo, isso que teria o potencial de reduzir os juros cobrados nessa modalidade.

A informação é do secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida. Ele disse ainda que o Conselho Curador do FGTS deverá analisar neste mês a regulamentação do uso do saque-aniversário do FGTS como garantia, abrindo um mercado novo de crédito.

Atualmente, 2,7 milhões de trabalhadores já aderiram ao saque-aniversário do FGTS. No dia 1º de abril começa o calendário de pagamento dessa modalidade.

 

Posts anteriores