Cidadeverde.com

Bancos iniciam pagamento de cotas do PIS/Pasep; veja calendário

Foto: Arquivo / Agência Brasil

 

Quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 4 de outubro de 1988 começa a receber, nesta segunda-feira (19), as cotas do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). 

A Caixa Econômica Federal (que administra o PIS) e o Banco do Brasil (que administra o Pasep), depositam automaticamente o dinheiro nas contas dos correntistas das duas instituições. Quem não tem conta nos bancos pode fazer o resgate de acordo com o calendário divulgado:

Calendário do PIS (para servidores da iniciativa privada, retirar na Caixa):

Calendário do Pasep (para servidores públicos, retirar no BB):

Diferentemente dos saques anteriores, agora não há prazo final para a retirada do dinheiro e os recursos estarão disponíveis para correntistas de todas as idades.

Transferência sem custo

Para quem tem direito ao Pasep, mas não é cliente do Banco do Brasil pode transferiri para outras instituições por meio da Transferência Eletrônica de Documento (TED), sem custo, no limite de até R$ 5 mil. Essa operação pode ser feita a partir de terça-feira (20).  Quem não tem conta em outro banco, e quem tem mais de R$ 5 mil a receber, assim como herdeiros e portadores de procuração legal, poderão realizar os saques diretamente nas agências do BB, a partir de 22 de agosto.

No caso do PIS, o saque de até R$ 3 mil poderá ser feito nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui e nos terminais de autoatendimento, utilizando o cartão Cidadão, com senha. Outra opção é nas agências da Caixa. Acima de R$ 3 mil, somente nas agências da Caixa.

Milhões

Segundo a Caixa, 10,4 milhões de trabalhadores terão direito ao saque das cotas do PIS. O pagamento deve injetar até R$ 18,3 bilhões na economia brasileira. No caso do Pasep, administrado pelo Banco do Brasil, estão disponíveis para saque R$ 4,5 bilhões pertencentes a 1,522 milhão de cotistas. 

Consulta

Clique aqui para consultar o Pasep.

Clique aqui para consultar o Pis.

Não Confunda cota com abono

Cota

- Até 1988, os patrões faziam depósitos individuais no fundo PIS/Pasep; por isso, só trabalhadores entre 1971 e 1988 têm direito
- Depois, a Constituição Federal alterou as regras e o valor passou a ser do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), que paga o seguro-desemprego e o abono do PIS/Pasep

Abono

- É pago anualmente para quem, no ano-base, trabalhou com carteira assinada ganhando até dois salários mínimos
- O valor é proporcional aos meses de trabalho, limitado ao salário mínimo do ano de saque
- Também é necessário estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco ano