Cidadeverde.com

BB muda sistema e reduz juros para financiamentos mais curtos

Foto: Arquivo / Agência Brasil


Após a Caixa anunciar financiamentos imobiliários atrelados à inflação, o Banco do Brasil também anunciou mudanças, mas não estão relacionadas ao IPCA.

O BB passa agora a oferecer juros mais baixos para financiamentos mais curtos. Quanto mais tempo de financiamento, maiores os juros cobrados. A indexação permanece sendo a Taxa Referencial, que atualmente está zerada.

Essa modalidade é inédita no Brasil. Segundo o banco, o objetivo é atender à demanda por financiamentos mais curtos. As taxas fixas variam de 7,99% ao ano para quem pagar em 60 meses a 8,45% ao ano para quem pagar em até 418 meses.

Veja como fica:

60 meses: a partir de 7,99% a.a. + TR
De 61 a 118 meses: 8,05% a.a. + TR
De 119 a 178 meses: 8,10% a.a. + TR
De 179 a 238 meses: 8,15% a.a.+ TR
De 239 a 298 meses: 8,24% a.a. +TR
De 299 a 358 meses: 8,29% a.a. +TR
De 359 a 418 meses: 8,45% a.a. + TR

O novo sistema é válido para linhas do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e para a Carteira Hipotecária (CH)

Nas linhas SFH e CH, o cliente têm carência de até seis meses para pagar a primeira prestação e a possibilidade de pular a parcela um mês por ano. 

A simulação com as novas taxas por prazo já pode ser conferida na página www.bb.com.br/imoveis.