Cidadeverde.com

Thiago Nigro revela o 'pilar da riqueza' e como investe o próprio dinheiro

Foto: Ascom / Ópera Projetos

 

"O segredo é investir primeiro e gastar só depois. A fórmula é essa: receita - investimento = despesas". Essa foi a base da palestra de Thiago Nigro, um dos maiores Youtuber da área de finanças no Brasil e autor do livro “Do Mil ao Milhão: sem cortar o cafezinho”.

Em Teresina, o criador do canal “O primo rico” defendeu que ao receber sua renda, a pessoa deve primeiro "se pagar", ou seja, investir uma parte. O que sobra é o que fica para os gastos. 

"As pessoas estão seguindo a fórmula errada. Estão fazendo: receita - despesas = investimentos. Não é assim. Tem que primeiro investir e gastar o que sobra, e não gastar e investir o que sobra", reforçou.

Em cerca de 1h30, com auditório lotado, Nigro enfatizou a importância do que ele chama de "os três pilares do enriquecimento":

- Gastar bem
- Investir melhor
- Ganhar mais

"Você gastar errado uma vez na vida não é o problema. O problema é quando você gasta errado todo mês. Os gastos devem ser planejados. A mentalidade de 'pobre' é gastar por impulso. Gastar errado todo mês te deixa miserável", destacou.

Foto: Ascom / Ópera Projetos

Nigro chamou uma pessoa da plateia para montar a carteira de investimentos ideal. Entre as ideias defendidas pelo Youtuber, estão: poupar o suficiente para ter o equivalente a 6 vezes o seu custo de vida, investir esse valor em renda fixa de alta liquidez e depois que atingir esse valor, investir para longo prazo.

Foto: Reprodução Instagram / @thiagonigro

No exemplo que ele usou, a participante tinha custo de vida mensal de R$ 20 mil. Ela precisaria, portando, de R$ 120 mil (20x6) para sua reserva de emergência. Esse valor poderia ser investido em CDB diário, no Tesouro Direto ou em conta corrente remunerada, por exemplo, contanto que fosse em renda fixa (risco baixo) e liquidez diária (poder tirar quando precisar). Ter essas duas características implica em uma rentabilidade menor.

Já para atingir sua liberdade financeira, o guru das finanças aconselha a investir em longo prazo, com risco médio, baixa liquidez e alta rentabilidade.

"Meu patrimônio é dividido assim: 25% em ações no Brasil; 25% em investimentos internacionais; 25% em fundos de investimento e 25% na renda fixa para fazer caixa", explicou. 

A palestra foi promovida pela Ópera Projetos.