Cidadeverde.com

Piauí cria mais de 1.400 empregos em agosto e tem 5º mês de alta

Foto: Arquivo / Agência Brasil

 

O Piauí registrou saldo positivo de 1.472 empregos no mês de agosto. Foram 9.284 admissões contra 7.812 demissões. Esse foi o maior saldo positivo do ano para o estado. Este é o 5º mês consecutivo em que as contratações superaram as demissões no Piauí. É também o melhor resultado para o mês de agosto desde 2014.

Os dados são do Cadastro de Empregos do Ministério da Economia (Caged).

 

 

Geração de empregos no Piauí em 2019
Janeiro: -1.905
Fevereiro: -400
Março: - 805
Abril: + 7
Maio: + 1.040
Junho:+ 1.308
Julho: + 353
Agosto: + 1.472

 

Acumulado 

No ano, foram 65.923 contratações contra 63.933 demissões no Piauí, o que gera um saldo positivo de 1.990 empregos de janeiro a agosto.

O saldo também é positivo na comparação dos últimos 12 meses. A diferença entre contratação e demissão resultou em 2.839 vagas preenchidas.

Por setor

Assim como nos meses anteriores, a construção civil foi o setor que teve melhor desempenho em agosto. O setor criou 574 novos empregos.

Em segundo lugar, está a agropecuária, que ficou com saldo de 332 empregos. O comércio, que vinha de sequências negativas, registrou alta de 243 postos de trabalho. Em resumo, os setores que estão com saldo positivo são:

- Construção civil: +574
- Agropecuária: +332
- Comércio: +243
- Serviços: +211
- Indústria da transformação: +145
- Extrativa mineral: +15

Os setores que tiveram saldo negativo foram:
- Serviços industriais de utilidade pública: -47
- Administração pública: -1.

A capital do estado, Teresina, registrou 5.604 contratações contra 5.254 demissões, resultando no saldo positivo de 350 empregos. Os municípios que mais geraram emprego foram:

- Teresina: +350
- Parnaíba: +218
- Picos: +100
- União: +99

Dados nacionais

Pelo quinto mês consecutivo, o Brasil teve um saldo positivo na geração de emprego formal. Em agosto, o número de vagas adicionais no mercado de trabalho foi 121.387, que é o saldo positivo decorrente 1.382.407 admissões e de 1.261.020 desligamentos.