Cidadeverde.com

Economia Fácil: entenda como será o saque anual do FGTS

A Caixa Econômica Federal já disponibilizou aos trabalhadores a opção pelo saque-aniversário. E essa modalidade tem seus prós e seus contras.

A maior desvantagem é que, em caso de desemprego, você não vai poder sacar de imediato todo o saldo do FGTS disponível. Aí você terá duas opções: ou continua recebendo anualmente uma parte até zerar a conta, ou volta para o saque-rescisão e, depois de dois anos, poderá receber todos os valores de uma vez.

É importante lembrar que, ao ser demitido sem justa causa, o trabalhador terá direito a 40% da multa do FGTS normalmente. Esse valor será entregue ao trabalhador, não ficará preso na conta. E ele é calculado com base no valor que foi depositado ao longo do período trabalhado, não com base no valor que está na conta.

Para evitar problemas maiores, o banco determinou que até o dia 31 de dezembro, os trabalhadores podem mudar de opção quantas vezes quiserem, sem precisar da carência de dois anos. A partir de 1º de janeiro de 2020, no entanto, a carência passa a valer.

Outra desvantagem de optar pelo saque-aniversário é que, se você está pensando em comprar um imóvel, o valor disponível no FGTS para dar entrada vai ser bem menor se você tirar uma parte todos os anos para gastar com outras coisas.

Por isso, é muito importante pensar bem nos seus planos, nos seus objetivos de vida. Para quem já investe, retirar o dinheiro para aplicar em investimentos mais rentáveis é uma vantagem.

Para quem tem dívidas pode ser que esse valor sirva para reorganizar as finanças. Até porque, as dívidas geralmente têm juros.

Também ajuda quem sempre se "enrola" nas contas anuais, como IPTU, material escolar, seguro do carro, Imposto de Renda, etc, que são contas que é comum as pessoas não conseguirem pagar com o salário do mês.

Muita gente ainda tem dúvidas quanto ao valor que cada trabalhador vai receber. Esse valor não é fixo, diferente do saque imediato, que era R$ 500 por conta.

Tudo vai depender do seu saldo, conforme a tabela abaixo:

Quanto mais dinheiro você tem na conta do FGTS, menor o percentual que você poderá tirar, porém, maior será a taxa fixa que vai ser somada a esse percentual.

Para simplificar, vamos dar exemplos práticos. Vamos supor que você começou há pouco tempo no emprego e só tem R$ 1 mil na conta do FGTS. Você vai poder sacar 40% desse valor, que dá R$ 400 + uma parcela de R$ 50. No total, você saca R$ 450.

Agora vamos supor que você tem na sua conta vinculada ao FGTS o valor de R$ 25 mil. Você vai receber apenas 5% desse valor, que dá R$ 1.250 + uma taxa fixa de R$ 2.900. Somando esses dois valores, você vai receber R$ 4.150.

Mas olha, esses valores só serão pagos a partir de abril do próximo ano, de acordo com seu mês de nascimento. Quem nasceu em janeiro e fevereiro recebe de abril a junho e assim em diante até os nascidos em dezembro, que recebem até fevereiro de 2021.

Esse calendário, no entanto, só serve para o ano que vem. A partir do ano seguinte, 2021, as datas de recebimento respeitarão o seu mês de aniversário.

E, quando você opta pelo saque-aniversário, o sistema da Caixa já pergunta se você prefere receber no 1º dia do mês do seu aniversário ou no dia 10 do mês seguinte, já com os juros e atualização monetária.

Você pode optar pelo saque-aniversário pelo site fgts.caixa.gov.br, pelo número 0800 724 2019, nas agências da Caixa ou pelo aplicativo.

Quem preferir baixar o aplicativo do FGTS tem que se certificar de que está baixando o app oficial. Tem que ter o escudo verde do lado.

O quadro Economia Fácil é exibido todas as quinta-feiras, no Notícia da Manhã. Veja abaixo os quadros anteriores:

Economia Fácil mostra o quanto cada eletrodoméstico gasta de energia

Economia Fácil mostra situações em que você deve parcelar as compras

Economia Fácil explica rendimentos e demais regras da poupança

Economia Fácil: entenda como funcionam os investimentos nos títulos do Tesouro Direto

Economia Fácil: saiba como calcular seus rendimentos em LCI e LCA

Saque do FGTS pode ajudar a quitar ou negociar dívidas

Economia Fácil: atenção para não cair no cheque especial sem perceber

Economia Fácil explica como vai funcionar a criptomoeda do Facebook

Economia Fácil: como fazer e onde investir a reserva de emergência

Economia Fácil: o passo a passo para fazer sua planilha de orçamento

Economia Fácil: como planejar metas para alcançar objetivos financeiros