Cidadeverde.com

Com melhora na renda dos consumidores, Teresina deve gerar mais de 600 empregos temporários

Foto: Arquivo / Cidadeverde.com


Os lojistas teresinenses estão otimistas em relação ao aumento das vendas neste final de ano, principalmente com o resultado expressivo do setor em agosto, quando comparado a julho. A alta nas vendas em todo o estado foi de 11,9% e foi a maior do país. Segundo o presidente do Sindilojas, Tertulino Passos, uma pesquisa realizada entre os lojistas mostra que o comércio da capital deve gerar mais de 600 empregos temporários para atender à demanda deste final de ano.

"Temos lojistas que pretendem contratar 10 funcionários, outros 5, outros só 1... O importante é que tem espaço para contratar", afirma Tertulino.

Consumo das famílias

Pesquisa realizada pela Fecomércio-PI mediu a intenção de consumo das famílias (ICF) teresinenses. Acima de 100 pontos é considerado otimismo e abaixo é considerado pessimismo. A capital piauiense somou 103,3 pontos - um avanço de 2% em relação à pesquisa anterior.

A Pesquisa é constituída dos seguintes sub índices: Emprego, Renda, Acesso ao Crédito, Nível de Consumo e Compras de Bens Duráveis. Quanto à renda, 43,4% dos entrevistados declararam que a renda atual está melhor do que a registada no mesmo mês do ano passado. Esse percentual sobe para 64,2% quando consideradas as famílias que faturam acima de 10 salários mínimos.

Além de contratar pessoal, para atender a demanda os lojistas também preparam horários especiais de funcionamento nos bairros e no Centro. "Neste ano, não teremos funcionamento até as 20h no meio da semana, mas continuaremos com a tradição de abrir nos finais de semana quando chegar mais perto do Natal", finaliza Tertulino.