Cidadeverde.com

Economia Fácil traz dicas para não se endividar na compra dos presentes

 

É muito bom ganhar e dar presente, principalmente nessa época do ano, que é tão festiva. Por isso, para muita gente é praticamente impossível economizar. Mas existem alguns truquezinhos para baixar o custo das compras, otimizar seu tempo e comprar itens mais eficientes.

Antes de tudo, faça uma lista de presentes, começando pelas crianças e pessoas mais próximas: seus filhos, netos, afilhados, esposo ou esposa, mãe, pai, aquele amigo-oculto de todo ano e por aí vai. Se você é do tipo que costuma comprar alguma coisa para si mesmo, se inclua na lista também.

Depois de fazer isso, estipule um valor máximo. Por exemplo R$ 500. Divida esse valor entre os integrantes da lista. Essa divisão pode ser em valores iguais - como dez presentes de R$ 50 - ou valores diferentes seguindo o grau de proximidade das pessoas. 

Tanto faz como você vai dividir, o importante é não fugir do orçamento. Isso também te ajuda a ter um foco maior na busca pelos produtos, já que é possível descartar, automaticamente, aqueles que extrapolam o limite máximo. Outro passo interessante é sondar com as pessoas da sua lista quais os produtos que elas gostariam de ganhar. Isso vai poupar tempo, combustível e paciência, mas, vale dizer mais uma vez: compre apenas o que couber no orçamento. 

Se o brinquedo que seu filho quer custa R$ 200 e seu limite para ele é R$ 100, tente achar um produto similar, veja se pela internet é mais barato ou compre em conjunto com os avós ou tios, pesquise por seminovos. Se não tiver outra escolha, e você fizer questão de agradá-lo, reduza o preço dos demais presentes da lista. O que não dá é para começar o ano endividado.

Quem recebe décimo terceiro ou tem uma reserva financeira deve priorizar o pagamento à vista, porque é bem mais fácil conseguir um bom desconto. E falando nisso, vá às ruas com disposição para negociar e pesquisar os preços. Quase sempre dá para conseguir pagar menos.

Agora, voltando à sua lista, se alguém de lá não vai passar o natal com você, vale a pena deixar para comprar esse presente somente depois das festas. É que muitas lojas entram em liquidação logo após o mês de dezembro, para queimar o estoque restante do natal. 

Mas se você está com o dinheiro muito apertado e não quer deixar passar em branco, também vale dar uma olhada naqueles sites do tipo "faça você mesmo". Com um pouco de criatividade é possível bolar boas lembrancinhas gastando bem pouco, como caixinhas personalizadas, quadros de parede e por aí vai.