Cidadeverde.com

Seguro-desemprego em atraso por causa do FGTS deve ser liberado até hoje

Foto: Valmir Falcão / Cidadeverde.com

Na semana passada veio à tona a dificuldade que os trabalhadores estão tendo para conseguir o seguro-desemprego. Essa dificuldade, segundo o governo federal, foi causada pelo saque-imediato do FGTS. A novidade é que o benefício deve ser liberado até esta quarta-feira (22). A informação é da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. 

Os benefícios pedidos desde segunda-feira (20) estão sendo liberados automaticamente. 

O problema
Pelo procedimento tradicional, o benefício só é automaticamente liberado quando o registro mais recente nas bases de dados do FGTS indica demissão sem justa causa. O problema é que o sistema informático interpretou o saque-imediato como indicativo de que o empregado não poderia ter acesso ao seguro-desemprego. Nesses casos, os trabalhadores seguiam a orientação do governo de entrar com um recurso administrativo e esperar a liberação do benefício, acarretando o atraso no pagamento.

Quem tem direito ao seguro-desemprego
Pago a trabalhadores formais dispensados sem justa causa, o seguro-desemprego dá direito de três a cinco parcelas mensais, conforme o tempo trabalhado. O valor varia do salário mínimo (R$ 1.039 atualmente e R$ 1.045 a partir de fevereiro) ao teto de R$ 1.813,03.