Cidadeverde.com

Centro das Indústrias propõe "pacto pelo Piauí" para expandir negócios no estado

O Centro das Indústrias do Estado do Piauí (CIEPI) está propondo a criação do Pacto pelo Piauí, com a intenção de expandir os negócios do Estado. Há cerca de dez anos, foi realizado um fórum para discutir as principais dificuldades identificadas naquele momento que poderiam ser trabalhadas e alcançar bons resultados.

As principais falhas identificadas são problemas da infraestrutura, expansão do cerrado, agricultura na região norte piauiense, limites para novas fontes de energia, falta aproveitamento de agricultura e agropecuária e a questão da mineração, que há uma década parecia ser uma grande saída para o Piauí, principalmente mineração de ferro.

“Percebemos que pelo menos 95% do que prospectamos como importante para ter um Estado desenvolvido, que estimulasse principalmente o empreendedorismo, não foi executado. Alguns dos gargalos presentes são, por exemplo, a Transnordestina que praticamente não saiu do lugar; a questão do saneamento básico e esgotamento sanitário, no qual mantemos o mesmo percentual de casas atendidas”, comenta o presidente do CIEPI, Andrade Júnior.

Como saída para novos investimentos e estímulo ao crescimento dos negócios, o presidente aponta a criação do Pacto pelo Piauí na intenção de alcançar melhores resultados.

“A solução para os problemas do Piauí está na indústria. Estamos propondo para 2020, a criação de um Pacto pelo Piauí, um pacto pela indústria. O que imaginamos: todos os órgãos, cada deputado, cada executivo, ao tomar uma decisão se questione se vai prejudicar a indústria. Com uma indústria forte, teremos um comércio forte e um Estado desenvolvido efetivamente”, informa o presidente do CIEPI.