Cidadeverde.com

Economia Fácil: é melhor pagar o IPVA à vista ou parcelado?

Quem tem carro ou moto já sabe que todo ano tem que pagar o imposto sobre a propriedade de veículos automotores, que é o IPVA.

E não tem para onde correr, o pagamento é obrigatório. A dúvida é: vale a pena pagar à vista ou é melhor parcelado?

Neste ano, a regra para pagar o IPVA mudou aqui no Piauí. Antes, o imposto era pago no mês correspondente ao último número da placa. Placas terminadas em 7, o IPVA tinha que ser pago em julho, por exemplo.

Agora, independente do número da placa, o IPVA tem que ser pago nos meses de janeiro, fevereiro ou março.

A boa notícia é que quem pagar até o dia 31 de janeiro tem 15% de desconto! Então, se você tem esse dinheiro disponível, corre, porque o prazo termina amanhã.

Se você precisa de mais alguns dias, pode pagar em fevereiro, com 10% de desconto, ou em março, com 5%. A partir daí, a sua única opção vai ser fazer o parcelamento em três vezes, para pagar em março, abril e maio, sem nenhum desconto.

Acontece que, por um desconto de 15%, financeiramente, é muito melhor pagar à vista do que parcelar. Se você tem uma reserva de emergência, um dinheiro na poupança ou em outro investimento de liquidez diária, ou seja, que você tem a liberdade de tirar a qualquer momento, tire o dinheiro e pague o IPVA à vista.

Vou explicar porque. Nem a poupança, nem qualquer outro investimento em renda fixa vai render o suficiente para cobrir esses 15% ou os 10%, que é o desconto de fevereiro.

E digo mais, a poupança, que ainda é o investimento mais popular entre os brasileiros, não está rendendo nem os 5% do pagamento à vista em março.

Então, a dica é: tire o dinheiro, pague à vista e depois, lógico, você se paga, para repor esse valor que tinha guardado e manter sua reserva de emergência.

Outro benefício é que, pagando a vista, você não corre o risco de esquecer de pagar a parcela e ter que pagar multas e juros pelo atraso. Além disso, parcelar não quer dizer que você vai pagar com folga.

Você tem que verificar se o valor da parcela não vai desequilibrar seu orçamento. Tem que ter cuidado para não entrar no cheque especial ou acabar recorrendo ao rotativo do cartão de crédito para arcar com as despesas do mês.

Lembre-se se você parcelar, vai comprometer parte do seu orçamento por três meses.

O quadro Economia Fácil é exibido todas as quinta-feiras, no Notícia da Manhã. Veja abaixo os quadros das últimas semanas:

Economia Fácil explica por que não se deve deixar a dívida prescrever

Economia Fácil: como a mudança na Selic impacta no seu bolso

Economia Fácil traz dicas sobre como financiar o próprio negócio

Economia Fácil: os 5 erros mais comuns na hora de começar um negócio

Economia Fácil: os prós e os contras de abrir uma franquia

Economia Fácil explica como funciona o Cadastro Positivo