Cidadeverde.com

Economia Fácil: a renda fixa não rende mais como antes

Com certeza você já ouviu falar que a poupança e os outros investimentos em renda fixa não estão mais rendendo como antes. E é bem por aí mesmo. A renda fixa é aquele tipo de investimento que você pode calcular a rentabilidade antes de aplicar seu dinheiro. E você não corre o risco de tirar menos do que colocou porque o rendimento é sempre crescente.

O que acontece é que os investimentos mais populares estão atrelados à taxa básica de juros, que é a Selic. E quando a Selic cai, derruba a rentabilidade desses investimentos. Não é que você perde dinheiro na renda fixa. Você só deixa de ganhar mais.

A Selic, que já esteve em 14,25% ao ano, para a alegria dos investidores, agora está em apenas 4,25% (caiu 0,25 ponto percentual na noite de ontem), por isso, a rentabilidade dos títulos está muito mais baixa.

Em alguns casos, como na poupança e no Tesouro Selic, o rendimento chega a perder para a inflação, ou seja, seu dinheiro cresce, mas ainda assim, você perde poder de compra.

É por isso que muita gente está migrando para a renda variável. Mas é o seguinte: na renda variável você não tem como prever o quanto seu dinheiro vai render e é possível que você perca dinheiro, especialmente se não tiver experiência.

Por isso, você só deve começar a investir em renda variável se já tiver feito seu dever de casa na renda fixa. Ou seja, se você já fez o seu pezinho de meia para imprevistos.

E você tem como "fugir" da queda da Selic mesmo na renda fixa. Se você já tem uma corretora escolhida, verifique na lista de produtos disponíveis. Existem títulos que são atrelados ao IPCA, que é o índice que mede a inflação oficial do país.

Nesses casos, geralmente, seu dinheiro rende a inflação, que deve fechar esse ano abaixo dos 4%, e uma pequena taxa acima dela. Ou seja, você não corre o risco de perder poder de compra (nesses casos, fique atento ao Imposto de Renda sobre os rendimentos).

Existem também títulos que têm uma taxa de rentabilidade fixa. Essa taxa não depende de nada. Se você acorda uma rentabilidade de 6%, ela segue em 6% até o dia que você vai poder tirar.

O quadro Economia Fácil é exibido todas as quinta-feiras, no Notícia da Manhã. Veja abaixo os quadros das últimas semanas:

Economia Fácil explica por que não se deve deixar a dívida prescrever

Economia Fácil: como a mudança na Selic impacta no seu bolso

Economia Fácil traz dicas sobre como financiar o próprio negócio

Economia Fácil: os 5 erros mais comuns na hora de começar um negócio

Economia Fácil: os prós e os contras de abrir uma franquia

Economia Fácil explica como funciona o Cadastro Positivo

Economia Fácil: é melhor pagar o IPVA à vista ou parcelado?