Cidadeverde.com

Economia Fácil explica o que são dos Fundos Imobiliários

Sabia que qualquer pessoa pode ser "dono" de vários imóveis por todo o Brasil e receber aluguéis mensalmente, sem pagar Imposto de Renda, tudo de forma legalizada?

Esse tipo de investimento que tem caído no gosto dos brasileiros. Só no último ano, mais de 420 mil pessoas ingressaram no universo dos Fundos de Investimentos Imobiliários, os chamados FIIs.

Pra começar, é bom deixar claro que eles são negociados na Bolsa de Valores brasileira (B3), então você vai precisar ter conta numa corretora para poder investir neles.

Mas não é nada de outro mundo, não. Funciona assim: vamos supor que você comprou uma casa e depois decidiu alugá-la. Você vai receber um aluguel mensal e vai se beneficiar também com a valorização do imóvel, não é assim?

Pois investir em FIIs é assim também. Com a vantagem de que, ao comprar cotas, você pode ser dono de ótimos imóveis nas principais capitais do Brasil sem dispor de um grande montante.

E aí, uma parte dos aluguéis é paga mensalmente direto na sua conta da corretora, sem Imposto de Renda. Lógico que quanto mais cotas você comprar, mais você recebe.

Mas, a gente está falando de renda variável. Ou seja, não tem como ter certeza se você vai ter prejuízo ou lucro. Pode acontecer do imóvel ter dificuldades de ser alugado e aí vai pagar menos aluguel para os investidores. Com isso, ele fica menos atrativo e acaba desvalorizando.

Mas não é preciso se desesperar, ao estudar o assunto você conhece bons fundos e fica mais fácil acertar. Além disso, os valores são muito acessíveis. Tem cotas de fundo a partir de R$ 1.

Então, a dica é: comece investindo uma pequena quantia, e avalie o desempenho das suas escolhas. Fique tranquilo porque a qualquer momento você pode comprar e vender suas cotas.

O quadro Economia Fácil é exibido todas as quinta-feiras, no Notícia da Manhã. Veja abaixo os quadros das últimas semanas:

Economia Fácil: como a mudança na Selic impacta no seu bolso

Economia Fácil traz dicas sobre como financiar o próprio negócio

Economia Fácil: os 5 erros mais comuns na hora de começar um negócio

Economia Fácil: os prós e os contras de abrir uma franquia

Economia Fácil explica como funciona o Cadastro Positivo

Economia Fácil: é melhor pagar o IPVA à vista ou parcelado?

Economia Fácil: a renda fixa não rende mais como antes