Cidadeverde.com

Economia Fácil: como o dólar afeta o bolso do consumidor brasileiro

Apesar de não ser a moeda corrente no Brasil, o valor do dólar tem impacto direto na vida de todo e qualquer consumidor brasileiro.

Então, a partir de agora, eu vou te dar motivos de sobra pra ficar super atento ao noticiário econômico, porque toda vez que o dólar sobe, seu custo de vida, aqui no Brasil, sobe junto!

Isso acontece porque uma parte relevante dos produtos que consumimos ou é importada ou tem alguma relação com produtos importados. Os alimentos derivados do trigo são exemplos disso (macarrão, cereais, biscoitos, o pãozinho nosso de cada dia e até alguns tipos de cerveja).

Se os produtos estão mais caros nos supermercados, os preços das refeições dentro e fora de casa sobem também.

E tem outra coisa. A gasolina e o diesel são cotados pelo mercado internacional, ou seja, quando o dólar sobe, aumenta o preço dos combustíveis. Mas esse aumento não para por aí. Quando os combustíveis sobem de preço, encarecem o transporte.

E os fornecedores de praticamente todos os setores econômicos, como alimentação, roupas, calçados, eletrodomésticos, medicamentos e etc, precisam do transporte para entregar a mercadoria e acabam tendo que repassar esse gasto maior com combustível ao comprador, que, consequentemente, repassa ao cliente final, que é você.

Há outros casos nos quais essa relação é ainda mais direta. É o caso de produtos eletrônicos, como celulares, computadores, tablets, jogos eletrônicos, etc. Esses itens são produzidos no exterior e o produto final é importado pelo brasil.

E todo esse processo aumenta a inflação do país. E é desse jeitinho que a moeda americana em alta afeta diretamente o seu bolso.

Essas consequências da alta do dólar também chegam à economia em um nível mais geral. Por exemplo, se o governo ou empresários têm empréstimos nessa moeda e há uma valorização da cotação, a dívida fica maior.

Mas tem setores que se beneficiam diretamente da alta do dólar, como é o caso do setor exportador. Aqui no Piauí, por exemplo, os cerrados exportam os grãos em dólar. Quando o dólar sobe, os produtores ganham mais e injetam mais dinheiro no estado.

Outra coisa, com o dólar alto, o turismo interno também ganha, apesar dos preços das passagens subirem por causa do combustível.

O quadro Economia Fácil é exibido todas as quinta-feiras, no Notícia da Manhã. Veja abaixo os quadros das últimas semanas:

Economia Fácil traz dicas sobre como financiar o próprio negócio

Economia Fácil: os 5 erros mais comuns na hora de começar um negócio

Economia Fácil: os prós e os contras de abrir uma franquia

Economia Fácil explica como funciona o Cadastro Positivo

Economia Fácil: é melhor pagar o IPVA à vista ou parcelado?

Economia Fácil: a renda fixa não rende mais como antes

Economia Fácil explica o que são dos Fundos Imobiliários