Cidadeverde.com

Déficit da Previdência será de R$ 770 milhões em 2025, estima governo

O presidente do Iapep, Marcos Steiner, declarou que, caso não sejam tomadas medidas urgentes, o governador que estará a frente do Piauí daqui a 10 anos terá um débito mensal de R$ 770 milhões com a Previdência Social. "E dessa forma, não poderá investir em nada, fazer nada pelo Estado", completa. Marcos Steiner defende a separação do Iapep Saúde da Previdência Social. Segundo ele, o Piauí é o único Estado do país onde as duas pastas funcionam em um mesmo órgão, sob uma única gestão. "Um gestor para cada uma das pastas terá como pensar em algo mais específico para solucionar o problema de cada área. O Iapep é um plano muito grande e, como saúde é algo urgente, a Previdência acaba ficando em segundo plano", argumenta.

Atualmente o déficit da Previdência é de R$ 53 milhões por mês. Como a maioria dos servidores entrou no sistema através dos concursos realizados entre 1983 e 1986, dentro de 10 anos, a previsão é que o Piauí tenha mais inativos que ativos no Estado. Hoje, o número de ativos é de 50 mil e inativos 39 mil. Em 2025, a estimativa é que o Piauí tenha 33.800 ativos e 57.200 inativos. O assunto é tratado de forma aprofundada na Edição 110, da Revista Cidade Verde.