Cidadeverde.com

Heráclito sobre ajustes: governo federal está "totalmente atrapalhado"

 

 

O deputado Heráclito Fortes (PSB) classificou como inoportunas as mudanças impostas pelo governo federal ao Sistema S com as medidas do pacote fiscal.  “É muito perigoso se mexer no que dá certo, é inoportuno. O Sistema S emprega, o Sistema S ensina. Quantas escolas nós temos pelo Brasil afora geridas pelo Sistema S que são bem-sucedidas? Os restaurantes? Eu acho que o Governo está totalmente atrapalhado!”, disse Heráclito da tribuna da Câmara, na última quinta-feira (17).

O que é o Sistema S?

O Sistema S, que reúne nove entidades de categorias profissionais, vai perder 40% dos seus recursos com as medidas do pacote fiscal da presidente Dilma Rousseff. O repasse para o funcionamento dessas instituições, como Sesi, Senai, Sesc e Sebrae, deve cair de R$ 20 bilhões para R$ 12 bilhões por ano, de acordo com cálculos da Receita Federal. Uma das medidas, diminui em 30% as alíquotas das contribuições pagas pelas empresas ao Sistema S e, em contrapartida, aumenta a contribuição previdenciária incidente sobre a folha em 0,9%, gerando uma arrecadação maior para a Previdência em R$ 6 bilhões.

Heráclito ressaltou que o sistema pode até não ser perfeito, mas presta serviço no Brasil inteiro. “Eu sou a favor, se for o caso, em outro momento, de que se promova uma discussão sobre alguns ajustes no Sistema S, mas não agora, pelo cenário atual de crise por que passa o país”, disse. 

“Se o Governo não dá conta nem da reforma que vem anunciando há meses, se não consegue viabilizar a redução do Ministério e da sua máquina administrativa, por que mexer nesse Sistema?”, questiona  Heráclito.