Cidadeverde.com

Grupo chinês compra parte da Azul por R$ 1,7 bilhão

 

R$ 1,7 bilhão - esse foi o investimento aplicado pelo grupo chinês HNA para se tornar acionista da Azul Linhas Aéreas. Esse valor corresponde a 23,7% do que vale a companhia aérea hoje. Com a aplicação, o grupo passa a integrar o Conselho de Administração da empresa. A Azul informou que os valores serão destinados ao reforço de caixa, renovação da frota, melhoria dos serviços e amortização de dívidas. De acordo com o fundador da Azul, David Neeleman, o acordo pode fazer com que a empresa aérea brasileira entre no mercado asiático por meio de acordos de interline e de compartilhamento de voos.