Cidadeverde.com

Eletrobras votará privatização da distribuidora no Piauí em dezembro

 

A Eletrobras comunicou ao mercado, na noite desta quinta-feira (26), que colocará em votação a privatização de todas as suas subsidiárias de distribuição de energia elétrica até o final de 2016, inclusive a do Piauí. A proposta será submetida à Assembleia Geral dos acionistas da companhia. A estatal explicou que votará sobre a possível venda no dia 28 de dezembro deste ano. 

A medida está dentro do Plano Nacional de Desestatização. Os outros Estados cujas subsidiárias serão privatizadas são: Alagoas, Acre, Rondônia, Boa Vista, Amazonas e Goiás. A distribuidora Celg, de Goiás, será a primeira a ser oferecida no leilão realizado pela BM&FBovespa, pois que o Conselho Nacional de Desestatização (CND) já aprovou as condições do processo. O valor mínimo para a compra da Celg será de R$ 1,427 bilhão. 

Clique aqui para ver a convocação para votação: proposta da administração_164 age 26-11-2015 (1)_1448651220.pdf

O governo deverá, segundo a Eletrobras, aumentar o capital destinado às subsidiárias de distribuição de energia até 2016, para que as metas exigidas pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) sejam cumpridas e para que as empresas possam renovar os contratos de concessão, que venceram neste ano. No Piauí, a precariedade da distribuição de energia, levou à Eletrobras Piauí ao último lugar no ranking de satisfação da Aneel