Cidadeverde.com

Brasil é rebaixado pela 2ª vez e enfrenta queda da Bolsa e alta do dólar

Após o segundo rebaixamento do Brasil, dessa vez pela agência de classificação de risco Fitch, a bolsa de valores despencou e o dólar subiu mais ainda. Por volta das 15h, o índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, caía 0,91%, e o dólar comercial operava em alta de 1,71%, vendido a R$ 3,943.

Com a decisão da Fitch, o Brasil deixou de ter o grau de investimento (selo de bom pagador) por duas agências. Em setembro, a Standard & Poor's havia rebaixado o país. Sem o grau de investimento por duas agências, os fundos de investimento estrangeiros não podem mais aplicar recursos no país, o que ocasionará a fuga de capitais.

Dentre os motivos para o rebaixamento, a Fitch aponta que houve uma deterioração das projeções fiscais, e estima que o déficit do governo deve ficar acima de 10% do PIB este ano e seguir elevada, se mantendo acima de 7% do PIB em 2016 e 2017.