Cidadeverde.com

Governo paga valor das pedaladas fiscais e impeachment pode ser esvaziado

O Ministério da Fazenda informou nesta quarta-feira que R$ 72,4 bilhões foram pagos ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), ao Banco do Brasil e ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES). O valor corresponde ao pagamento das chamadas "pedaladas fiscais" — o atraso de repasses aos bancos públicos para a cobertura de benefícios sociais, como o Bolsa Família.

Agora se pode dizer, que o governo cumpriu o que prometeu, já que desde o início da semana vem dizendo que não fecharia o ano sem arcar com as "obrigações" relativas aos bancos públicos. Visto de outro ângulo, agora pode ser que o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) seja esvaziado, já que as pedaladas eram um dos principais argumentos. Apesar disso, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), garantiu que o pagamento não interfere no processo, que voltará a ser discutido em fevereiro. Somente nesta última semana, R$ 56 bilhões de débitos foram quitados pelo governo federal.