Cidadeverde.com

Inflação fecha a 10,67%: cebola e alho são os grandes vilões

 

O IBGE divulgou nesta sexta-feira (8), que a inflação oficial do país (IPCA) fechou o ano de 2015 em 10,67% - a maior desde 2002, quando fechou em 12,53%. O mais interessante foi que o grande vilão do bolso do consumidor foi a cebola, que ficou 60,6% mais cara durante o ano. A explicação para isso é dos agricultores: a alta do dólar, aliada ao aumento da tarifa de energia encareceu os custos da produção - despesa que tive que ser repassada a quem compra.

O IPCA de dezembro ficou em 0,96%. Veja os alimentos que estão no topo da lista dos que ficaram mais caros em 2015:

1) Cebola: subiu 60,6%
2) Alho: subiu 53,66%
3) Tomate: subiu 47,45%
4) Batata inglesa: 34,18%
5) Feijões mulatinho, carioca e fradinho: 33,02%, 30,38% e 22,64%, respectivamente
6) Açúcar refinado e cristal: 30,3% e 29,99%, respectivamente
7) Hortaliças: 19,65%
8) Ovos: 18,55%


O maior impacto do ano na análise individual dos itens – não dos grupos – partiu da energia elétrica e dos combustíveis. A conta de luz do consumidor brasileiro ficou, em média, 51% maior que em 2014. Com o aumento do preço da gasolina autorizado pela Petrobras no início de setembro, o reajuste chegou a 21,43%. A gasolina subiu 20,10% em média – um pouco abaixo do avanço médio do custo do etanol, de 29,63%.