Cidadeverde.com

Menos de um mês após sair da Fazenda, Levy assumirá direção do Banco Mundial

O ex-ministro da Fazenda, o economista Joaquim Levy, será nomeado diretor financeiro do Banco Mundial, menos de um mês após deixar o cargo no governo federal. O anúncio deve ser feito na próxima segunda-feira (11), mas ainda não está batido o martelo sobre a data da posse.

Este é o principal cargo financeiro do Banco Mundia, cuja sede é em Washington, nos Estados Unidos. Levy substituirá o francês Bertrand Badré, que estava na função desde 2013. O brasileiro será responsável pelas estratégias de gerência financeira de risco, incluindo o desenvolvimento de novos produtos financeiros.

Como Levy continuará sendo funcionário do governo, a nomeação no Banco Mundial não viola a quarentena de seis meses, imposta aos servidores públicos que ocuparam cargos de confiança.