Cidadeverde.com

Confiança do empresário diminui e pode atrasar recuperação da economia

Os empresários brasileiros continuam pessimistas com as condições atuais e futuras da economia e das empresas. O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) ficou em 36,5 pontos em janeiro. O valor é 7,9 pontos inferior ao registrado no mesmo mês de 2015 e está 18,4 pontos abaixo da média histórica, que é de 54,9 pontos. Os dados são da Confederação Nacional da Indústria (CNI). O ICEI varia de zero a cem pontos. Quanto mais  abaixo de 50 pontos maior e mais disseminado é o pessimismo. 

"Infelizmente, 2016 começa com a confiança do empresário  muito baixa, e isso não contribuirá para  a recuperação da economia.  Os empresários estão esperando notícias boas, como  o ajuste fiscal e a conciliação política do país, para acreditar na retomada do  crescimento e voltar a investir", afirma o gerente-executivo da Unidade de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca. De acordo com a pesquisa, a confiança é menor entre os empresários da construção. Nesse setor, o ICEI ficou em 35,1 pontos, abaixo do índice nacional.