Cidadeverde.com

Digitalização provocará 4ª Revolução Industrial e 5 milhões de demissões

Relatório do Fórum Econômico Mundial (WEF), divulgado nesta segunda-feira (18), aponta que a chamada "quarta revolução industrial", impulsionada pela digitalização e pela impressão em 3D, resultará na supressão de 5 milhões de empregos em cinco anos nas maiores economias mundiais. Parece "terrorismo", mas os estudos mostram que esses fenômenos provocarão "grandes perturbações não só nos modelos empresariais como também no mercado de trabalho durante os próximos cinco anos".

Segundo o relatório, a transformação da economia se dará por diversos fenômenos já existentes, como a internet das coisas e o Big Data. A primeira revolução industrial foi desencadeada pela generalização da máquina a vapor; a segunda pela eletricidade e redes de montagem e a terceira pela eletrônica e pela robótica. Esses processos transformaram radicalmente os processos produtivos e os mercados de trabalho e a quarta não será diferente, de acordo com o WEF, que prevê a supressão de empregos em cerca de quinze grandes países industrializados e emergentes, como os Estados Unidos, Alemanha, França, China e Brasil.