Cidadeverde.com

Cerrados representam mais de 85% da produção total de grãos no Piauí

 

O IBGE divulgou, nesta quinta-feira (4), que a estimativa da safra agrícola piauiense para 2016 é de 3,79 milhões de toneladas de grãos. O levantamento foi realizado em todos os 224 municípios do Estado, através de pesquisas periódicas que seguem o calendário agrícola das culturas. A estimativa é 24,15% maior que a safra obtida em 2015.

A pesquisa revelou ainda que, graças ao uso de tecnologia de ponta, do preparo da terra à colheita, os produtos do Cerrado piauiense representam 85,70% da produção total de grãos do Estado. A culturas de maior peso deste ano serão:

1º) soja = produção esperada 1,79 milhão de toneladas; 
2º) milho (1ª e 2ª safra) = 1,75 milhão de toneladas; 
3ª) arroz (sequeiro e irrigado) 134 mil toneladas; 
4ª) feijão (1ª e 2ª safra) 98 mil toneladas. 

Dentre as culturas permanentes, destaca-se a castanha de caju, com uma produção estimada de 29.895 toneladas, com área destinada a colheita de 81.506 ha. A área plantada cresceu 4,8% no Piauí. 

Estimativa pode não se concretizar

De acordo com o coordenador técnico das pesquisas agropecuárias do IBGE, Pedro Andrade de Oliveira, o aumento de 24,15% na safra de grãos não prevê problemas relacionados ao clima, portanto pode sofrer alterações. Para 2015, por exemplo, a expectativa era de aumento para 3,7 milhões de toneladas, mas o ano fechou com 3,05 milhões. "Ao longo do ano essa previsão tende a se ajustar e o semiárido é o que mais sofre, porque tem a base na agricultura familiar. Os Cerrados estão mais preparados, tecnologicamente, para suportar as mudanças climáticas", explica.