Cidadeverde.com

Nova CPMF poderá ter alíquotas decrescentes para ser aprovada

O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, discute a possibilidade de que a nova CPMF tenha alíquotas decrescentes ano após ano. Essa seria uma estratégia para convencer os partidos a apoiarem a medida - o isso também já tinha sido defendido pelos bancos. 

O Jornal Folha de S.Paulo afirmou que Dilma Rousseff (PT) quer iniciar as negociações referentes à CPMF agora, logo após o Carnaval. Ela pretende convencer o PT e outras centrais sindicais a mudarem de opinião e aceitarem a recriação do imposto. Sem o apoio da legenda ficará difícil para o governo federal aprovar a CPMF. Por outro lado, se o partido não apoiar a presidente, poderá resultar na "contaminação" da base aliada e o fracasso total da pauta.