Cidadeverde.com

S&P rebaixa novamente a nota do Brasil, de BB+ para BB

Cinco meses após o Brasil  perder o selo de bom pagador, a Standard and Poor's (S&P) rebaixou novamente a nota de crédito soberano do Brasil nesta quarta-feira (17), passando de BB+ para BB, com perspectiva negativa. O comunicado diz que a probabilidade de novo rebaixamento é maior que 1 em 3.

A previsão é que a média do déficit público seja de 6% entre 2016 e 2018, com a dívida pública atingindo 60% do PIB no final do período. Segundo a S&P, a correção de rumos da política fiscal e o ajuste continuam prejudicados pelo clima político e devem demorar mais do que o previsto, o que piora o perfil da dívida brasileira. A agência também nota que a perspectiva de aprovar medidas necessárias e reformas (como a da Previdência) é problemática seja qual for o resultado do processo de impeachment.

Em setembro, a nota do Brasil havia sido rebaixada de BBB- para BB+, diminuindo o grau de investimento do país, que é o selo de qualidade que assegura aos investidores um menor risco de calotes. Outra perda foi pela agência Fitch, que, em dezembro, cortou a nota do país pela segunda em dois meses.