Cidadeverde.com

Secretário da Fazenda admite risco de atrasar salário de servidores

O secretário da Fazenda do Piauí, Rafael Fonteles, já havia afirmado que 2016 será mais difícil para o Estado que 2015, quando a crise se instalou de vez no país. Entretanto, até então, não se falava em atrasar salário dos servidores públicos. Em entrevista para as Páginas Verdes da Edição 131 da Revista Cidade Verde, o secretário declarou claramente o risco de ultrapassar a Lei de Responsabilidade Fiscal e de comprometer o vencimento das categorias. 

"Se o Fundo de Participação dos Estados continuar a cair nessa ordem, se a crise em Brasília não se resolver, temos risco, sim, de atrasar salários. Estamos fazendo um grande esforço para que isso não aconteça, mas risco sempre existe", alertou Rafael.

Dias após a entrevista, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a suspensão do convênio ICMS 93/2015, que divide a tributação de compras pela internet entre os Estados de origem e destino da mercadoria. Como a repartição é progressiva, em 2016, o Piauí receberia um incremento de R$ 20 milhões. "Esse dinheiro vai faltar em muita coisa", lamentou o secretário, ao saber de mais esse diminuição nos recursos.

A entrevista completa do secretário da Fazenda sobre os desafios do Piauí para 2016 está disponível na Revista Cidade Verde, Edição 131. Para mais informações acesse: www.revistacidadeverde.com.br.