Cidadeverde.com

Taxa de desemprego no PI chega é de 7,2%: 107 mil estão sem trabalhar

O percentual de desemprego no Piauí passou de 5,9% no último trimestre de 2014 para 7,2% no mesmo período de 2015. Apesar do aumento, a taxa no estado ainda é menor que a média do país. Nacionalmente, o desemprego fechou o ano passado com taxa de 8,5%, segundo dados divulgados nesta terça-feira (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A estatística aponta que 2,5 milhões de piauienses estão em idade de trabalhar - têm mais de 14 anos. Desse total, 1,4 milhão (56%) estão aptos ao trabalho (em atividade ou procurando emprego). 

O número de desocupados é de 107 mil. No final de 2014, esse número era de 84 mil, o que revela aumento de 27,38%."Tendo como base os resultados do terceiro trimestre de 2015 [julho a setembro], estatisticamente, não houve variação significativa na taxa de desocupação, visto que o percentual era de 7,6% e foi reduzido a 7,2%, mas com relação ao ano anterior, a variação foi um pouco mais expressiva dentro dos padrões do Estado, de 1,3%", explica a supervisora de Disseminação de Informações do IBGE/Piauí, Semíramis Freire.

Rendimento médio

Outro item que não teve variação significativa foi o rendimento médio dos trabalhos. De outubro a dezembro de 2015, o valor é de R$ 1.216. No trimestre anterior, era de R$ 1.207. No último trimestre de 2014, o valor também era semelhante, de R$ 1.208.

"Isso significa que estamos na mesma situação salarial, sem variação significativa. Não houve aumento significativo nos rendimentos", enfatiza Semíramis.

Entre outubro e dezembro de 2015, a quantidade de pessoas com carteira assinada nos empregos privados somou 275 mil. Sem formalização na carteira, 232 mil pessoas. Os números também são semelhantes aos apontados no trimestre e no ano anteriores.