Cidadeverde.com

Possível nomeação de Lula afeta dólar

A possibilidade de o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se tornar ministro da Secretaria de Governo foi colocada entre os principais motivos de influência no mercado financeiro desde terça-feira (15). O noticiário político quente e as incertezas sobre os próximos capítulos fizeram o dólar ser cotado a 3,7612, com alta 3,11% - o maior percentual registrado em um único dia desde outubro do ano passado. As especulações sobre o possível uso de parte das reservas para pagar a dívida pública reforçaram a cautela dos investidores, além das acusações de que o ministro Aloizio Mercadante teria manobrado para evitar a delação premiada do senador Delcídio Amaral.

Segundo a IstoÉ Dinheiro, os ativos brasileiros vinham acumulando ganhos até a semana passada, com a análise de que os recentes fatos levariam ao afastamento da presidente Dilma Rousseff. Essa percepção ganhou força até os protestos de domingo contra o governo Dilma, Lula e em apoio ao juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato. Já as especulações em torno da nomeação de Lula como ministro tiveram como resultado a forte alta do dólar, com os investidores recompondo parte das baixas da semana passada.

Nesta quarta-feira (16), às 9h59, a moeda norte-americana subia 1,35%, vendida a R$ 3,8139.