Cidadeverde.com

Dólar desaba 2% e volta a R$3,65 com grampo de Lula e Dilma

O dólar desabou 2% no início desta quinta-feira (17), após a divulgação das gravações telefônicas entre Lula e vários políticos, incluindo a presidente Dilma Rousseff. A moeda americana voltou a R$ 3,65, e os especialistas acreditam que a queda seja uma reação ao agravamento da crise política. Às 9h10, o dólar recuava 2,00%, a R$ 3,6644 na venda, após cair 0,64% na sessão passada. Às 9h29, a moeda norte-americana caía 1,84%, vendida a R$ 3,6701.

Economistas ressaltam, entretanto, que a entrada de Lula no Ministério da Casa Civil adiciona mais dúvidas e incertezas na economia. O mercado não descarta mudanças de direção na economia e enxerga riscos de uma guinada à esqueda da política econômica, com medidas na direção contrária ao ajuste fiscal. Os investidores aguardam, no entanto, sinais mais claros de quais serão os próximos passos no cenário político.

Segundo a Reuters, nesta manhã, o Banco Central fará mais um leilão de rolagem dos swaps que vencem em abril, que equivalem a 10,092 bilhões de dólares, com oferta de até 9,6 mil contratos.