Cidadeverde.com

Desemprego no Brasil atinge 8,2% e salários estão mais baixos

O IBGE divulgou nesta quarta-feira (23) que o desemprego no Brasil atingiu 8,2% em fevereiro - a maior taxa para o mês desde 2009, quando chegou a 8,5%. Considerando todos os meses, é a mais elevada desde maio de 2009, que registrou 8,8%. Em janeiro, o desemprego tinha ficado em 7,6%. Já em fevereiro do ano passado, a taxa era 5,8%. A comparação entre o mês de fevereiro do ano passado e esse mostrou rescimento de 2,4 pontos percentuais - o maior avanço anual para o mês na série, iniciada em março de 2002.

Desocupação

Atualmente, 2 milhões de pessoas estão desocupadas no Brasil. O índice cresceu 7,2% em relação a janeiro. Em comparação com o mesmo mês de 2015, o aumento foi de 39%. Com o crescimento no número de desocupados, o número de pessoas empregadas diminui. Segundo o IBGE, a população ocupada foi estimada em 22,6 milhões, uma queda de 1,9% em relação ao mês anterior - a maior baixa mensal desde janeiro de 2004. Diante de fevereiro do ano passado, o recuo foi de 3,%, o maior para o mês de fevereiro da série. O número de pessoas com carteira de trabalho assinada no setor privado chegou a 11,4 milhões e não mudou em relação a janeiro, mas frente a fevereiro de 2015 mostrou recuo de 4,1%. 

Remuneração: A remuneração dos ocupados também recuou. O rendimento médio dos trabalhadores foi estimado em R$ 2.227,50 - valor 1,5% abaixo do indicado em janeiro e 7,5%  inferior a um ano atrás.