Cidadeverde.com

Comércio tem maior alta para fevereiro desde 2010

O IBGE apontou para uma melhora nas vendas do comércio no mês de fevereiro. A alta foi de 1,2%, na comparação com o mês anterior - essa é a maior taxa para o mês desde 2010, quando chegou a 2,7%. Considerando todos os meses, o avanço é o mais intenso desde julho de 2013. Naquele período, o crescimento havia sido de 3%. Mas a alta ainda não compensou a perda. O varejo acumula queda de 7,6% no ano. Nos últimos 12 meses, o déficit é de 5,3%. De acordo com o IBGE, quatro atividades mantém o resultado positivo:

- cresceram as vendas de móveis e eletrodomésticos (5%);
- de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (0,8%);
- de combustíveis e lubrificantes (0,6%);
- de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (0,3%).

Os setores que continuaram em queda foram:

- segmentos de tecidos, vestuário e calçados (-2,8%);
- livros, jornais, revistas e papelaria (-2,4);
- equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (-1,3%);
- outros artigos de uso pessoal e doméstico (-0,1%).

No caso do varejo ampliado, que considera as vendas de automóveis e de material de construção, o crescimento de 1,8% foi puxado por veículos e motos, partes e peças (3,8%) e material de construção (3,3%).