Cidadeverde.com

Inflação de matérias-primas desacelera, mas alta acumulada é de quase 11%

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) variou 0,40% em abril, depois de avançar 0,58% em março. No mesmo período de 2015, a taxa ficou em 1,27%. O indicador acumula alta de 3,25% no ano e, em 12 meses, de 10,82%.

O IGP-10, que registra a inflação de preços de matérias-primas agrícolas e industriais a bens e serviços finais, é formado por 60% do Índice de Preços por Atacado, 30% do Índice de Preços ao Consumidor e 10% do Índice Nacional de Custos da Construção.

 

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), subíndice usado para calcular o IGP-10, perdeu força, passando 0,56% para 0,35%. Também integrante do cálculo, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou variação de 0,43%, em abril, ante 0,61%, em março, com destaque para o grupo habitação (de 0,12% para -0,20%).