Cidadeverde.com

Congresso reduz meta fiscal e autoriza déficit de R$ 170,5 bi

Nesta madrugada (25), o Congresso Nacional aprovou o projeto de lei que reduz a meta fiscal de 2016 e autoriza o governo federal a fechar o ano com um déficit de até R$ 170,5 bilhões nas contas públicas. Se confirmado, esse será o pior resultado brasileiro desde 1997 (quando se iniciou a série histórica).

O governo Temer havia alegado que, sem essa permissão de déficit, várias despesas teriam que ser cortadas, inclusive as relacionadas a programas sociais. Segundo a equipe econômica de Temer, esses R$ 170 bilhões representam o "teto", mas a meta é que o rombo fiscal seja menor. 

Histórico
A meta já aprovada para o ano era o superávit de R$ 24 bilhões, o que, na prática, poderia paralisar a máquina pública diante do cenário de crise. A presidente afastada, Dilma Rousseff (PT), havia pedido uma revisão da meta fiscal para autorizar um déficit de R$ 96 bilhões. O valor foi revisto pela equipe de Temer (PMDB), que calculou o déficit de R$ 170,5 bi.