Cidadeverde.com

Mercadinhos denunciam altas taxas na administração de tíquetes

A Associação Piauiense de Supermercados denuncia as altas taxas de administração dos tíquetes alimentação cobradas dos pequenos supermercados. Segundo o presidente da entidade, Raul Lopes, 110 mercadinhos da Grande Teresina estão sendo prejudicados com o aumento da cobrança pela empresa Ticket Serviços, Comércio e Administração.

"É abusivo. Vai tirar os pequenos supermercados da competitividade de preços. O que denunciamos é que existe uma política diferenciada dos grandes supermercados, que pagam uma taxa bem menor. Mas, os salários que são pagos nos grandes, também são pagos nos pequenos. As despesas são as mesmas", argumenta Lopes.  

O presidente explicou que para poderem aceitar os tíquetes, os proprietários dos mercados têm que assinar um contrato com a empresa que administra esses tíquetes. "E a taxa de administração é descontada direto do valor, variando de 2% a 10%. Mas a empresa já está mantendo contato para elevar essa tarifa", completou.

Os proprietários de pequenos mercados se reuniram para negociar, coletivamente, como proceder para evitar esse aumento. "Estamos pedindo providências e vamos denunciar junto ao Banco Central, para que essas taxas sejam revistas, porque nos grandes supermercados, ela é irrisória", afirmou.

Raul Lopes acrescentou que, se deixarem de receber os tíquetes, os pequenos mercados perdem uma parte considerável da receita. "Hoje em dia, o valor movimentado em tíquetes alimentação é de milhões. Não podemos deixar de aceitá-los, mas precisamos de taxas mais baixas", finalizou.

A coluna Economia & Negócios, do Cidadeverde.com, tentou contato com a empresa, mas os números disponíveis na internet estavam ocupados.