Cidadeverde.com

Temer veta isenção de impostos para repelentes

O presidente em exercício, Michel Temer (PMDB), vetou a isenção fiscal  para pessoas físicas e pessoas jurídicas dispostas a fazer doações para projetos de combate ao mosquito Aedes aegypti, como aquisição de insumos de controle do vetor, investimento em saneamento básico, pagamento de serviços de vigilância, campanhas educativas, capacitação de profissionais, entre outras. O projeto previa dedução de até 1,5% do imposto devido no caso de pessoas físicas e 1% no caso pessoas jurídicas.

Também foi vetada a isenção de impostos para produtos relacionados ao combate ao mosquito: repelentes à base de icaridina, DEET e IR355, inseticidas e larvicidas aplicados no combate ao Aedes aegypti e telas de proteção contra o mosquito. Temer justificou os vetos observando que "embora meritórios, representariam renúncia de receita, indo de encontro ao esforço de equilíbrio das contas públicas".