Cidadeverde.com

Sem dinheiro, trabalhador bomba na web com cartão feito à mão


Maurício Garcia Silvestre: um "faz tudo" de 55 anos que virou mais um retrato da crise financeira do país. Desempregado e sem dinheiro até para investir em cartões de visita, ele confeccionou - com lápis de cor e folhas de caderno - seu próprio meio de oferecer seus serviços a novos clientes.

O capricho do pintor e jardineiro de Curitiba - que trabalhou por 37 anos como analista de sistemas - chamou atenção na internet, após uma pessoa postar a foto do cartão no Facebook, elogiando o zelo do material. "Trabalhei toda a vida como analista, dos 18 até os 55, mas estava difícil de arrumar trabalho. Tive que me virar", explica o desempregado, que é casado e pai de seis filhos. 

Por isso, ele teve a ideia de trabalhar com pequenas reformas, pintura, jardinagem, colocação de azulejos e outros serviços. "As pessoas ficaram admiradas, me disseram que o cartão é caprichado e que imaginam que o meu serviço também seja. Aí, me ligaram", explica. A postagem no Facebook levou 17 mil curtidas em uma semana. Maurício conta que, depois disso, além de vários clientes, muita gente apareceu se oferecendo para fazer panfletos e cartões de visita impressos para ele.