Cidadeverde.com

Retomada do Minha Casa, Minha Vida vai custar "só" 1,8 bi

O Ministério das Cidades anunciou que a pasta vai retomar as obras de 10 mil unidades habitacionais do Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) - um esforço do governo para mostrar interesse em retomar "obras paradas". Outra novidade é a contratação de unidades na nova faixa 1,5 do programa, que atende famílias com renda bruta mensal de até R$ 2.350,00. 

Segundo a pasta, na nova modalidade, a família contará com subsídios de até R$ 45 mil, conforme renda e localização do imóvel, além de juros reduzidos. Para esta faixa, estão destinados recursos de R$ 3,8 bilhões, sendo R$ 1,4 bilhão em subsídio e o restante em financiamento do FGTS. 

O ministro Bruno Araújo disse ainda que o governo vai contratar 400 mil unidades neste ano nas faixas 2 e 3. O presidente em exercício Michel Temer estima que a retomada e conclusão de 1.519 obras paralisadas do programa vai custar “apenas” R$ 1,8 bilhão.