Cidadeverde.com

Leilão da Celg-D é adiado por falta de interessados

O leilão da Celg-D, distribuidora que atende ao estado de Goiás, foi adiado. O certame estava marcado para a sexta-feira (19), mas não houve interessados em assumir a concessão. O edital foi publicado em junho. 

A empresa é administrada pela Eletrobras, que é controlada pelo governo federal. Desde o início deste ano, foi anunciado que não haveria a renovação de concessões também para outras seis distribuidoras, nos estados do Piauí, Amazonas, Alagoas, Roraima, Rondônia e Acre. 

Os próximos da lista de leilões serão o Piauí e o Alagoas, mas se há dificuldades com a distribuidora de Goiás, com os outros estados não deve ser diferente, tendo em vista a quantidade de dívidas que essas empresas acumulam. 

No edital de leilão da Celg, o governo fixou em R$ 2,8 bilhões o preço mínimo a ser pago pela distribuidora. O valor supera o montante de dívidas da empresa que, em meados de 2015, era estimado em R$ 2,451 bilhões. 

A distribuidora do Piauí acumulou, somente em 2015, o prejuízo de R$ 570 milhões. O valor total da dívida não foi divulgado.