Cidadeverde.com

Novo plano prevê redução do salário e da jornada em até 30%


Até setembro, o governo federal quer lançar um novo programa de preservação de empregos, tendo em vista que a taxa de desocupação do país já chega a 11,3%. Dessa vez, o plano não inclui subsídios, mas prevê a redução da jornada proporcional à de salários. A informação foi publicada no site da Veja e partiu de uma fonte do Palácio do Planalto. 

A saída encontrada pelo governo para evitar mais cortes deve permitir a redução de até 30% do salário e da jornada, por um período limitado a até seis meses, em troca da permanência no emprego. Atualmente, 11,58 milhões de brasileiros estão fora do mercado de trabalho.

Sem dinheiro para subsídios

A única diferença - até agora - desse plano para o Programa de Proteção ao Emprego (PPE), criado ainda na gestão de Dilma Rousseff (PT), é que dessa vez não haverá subsídio. O PPE já permite a redução da jornada de trabalho e dos salários em até 30%, mas com uma complementação de 50% da perda salarial bancada pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).