Cidadeverde.com

Brasil perde 623 mil empregos com carteira assinada em 2016

623.520 - esse é o total de empregos perdidos no Brasil somente de janeiro a julho deste ano. A informação é do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) , do Ministério Público do Trabalho. Apenas em julho, o saldo de empregos ficou negativo em 94.724 - foram 1.168.011 contratações e 1.262.735 demissões no período. Apesar do alto número de postos perdidos, julho deste ano teve resultado melhor que do ano passado, quando foram extintas 157.905 vagas. Em junho deste ano, o saldo ficou negativo em 91.032. No acumulado de 12 meses, o país encerrou julho com 1.706.459 vagas formais a menos. O resultado do Caged em julho só não foi pior porque a agricultura abriu 4.253 vagas, enquanto a administração pública criou 237 novos postos.

Em queda

O setor que mais desempregou em julho foi o de serviços. Ao todo, foram extintos 40.140 postos na atividade.

A construção civil ficou em segundo lugar, encerrando 27.718 vagas com carteira assinada em julho.

O comércio teve resultado negativo de 16.286 postos.

Na indústria da tranformação foram 13.298 vagas a menos. Na extrativa mineral, 1.181 empregos perdidos.

Os serviços industriais de utilidade pública amargaram 591 empregos a menos.