Cidadeverde.com

Piauí perdeu mais de 12 mil empregos formais em 2016

Em julho deste ano, o Piauí perdeu mais 629 postos de trabalho. As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. A retração equivale a 0,22% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada no mês anterior. Os setores que tiveram os piores desempenhos foram:

- Comércio: - 314 
- Construção Civil: - 297
- Serviços Industriais de Utilidade Pública: - 158
- Serviços: -158

Somando os resultados os últimos 12 meses, os dados mostram decréscimo de 4,06%, o que equivale a 12.420 empregos a menos.

Das cidades com mais de 30 mil habitantes, Oeiras foi a que mais se destacou em julho, com 130 admissões e apenas 37 desligamentos (saldo positivo de 93 postos). Em segundo lugar, ficou Campo Maior, com saldo de 32 empregos; e em terceiro, Altos, com 28 empregos a mais. 

Os piores resultados foram registrados em três das maiores cidades do estado: Parnaíba (-66), Picos (-167) e Teresina (-544). Na capital, foram 4.854 admissões contra 5.398 desligamentos.