Cidadeverde.com

Reforma trabalhista: FGTS deve passar por mudanças

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) deve passar por mudanças, se o Congresso Nacional aprovar a reforma das Leis Trabalhistas. Segundo reportagem do Jornal O Globo, o FGTS passaria a ser responsável pelo seguro-desemprego e pela aposentadoria complementar dos funcionários do setor privado. 

Para o governo, a meta é aumentar a poupança do país e melhorar as contas públicas. Atualmente, o rendimento do FGTS é de 3% ao ano, mais a TR. De acordo com a reportagem, o rendimento baixo é tido como um estímulo para o saque. E, além disso, a facilidade de saque aumenta a rotatividade do mercado de trabalho e diminui a produtividade, pressionando as contas públicas.

Também já se levantou a possibilidade de o FGTS ser um recolhimento opcional, mas ultimamente não se tem falado mais no assunto. As mudanças nas Leis Trabalhistas devem ser enviadas ao Congresso até o final do ano.