Cidadeverde.com

Edital do concurso do TRE exige exame invasivo e gera polêmica

O edital do concurso público do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo está causando polêmica entre os candidatos. O certame exige a apresentação do resultado do exame papanicolau (colpocitopatologia oncótica) e da mamografia para mulheres acima de 50 anos. Para homens, a exigência é um exame de sangue que detecta a presença de câncer de próstata. Veja o edital.

Os laudos são requisitos de aprovação aos cargos de analista judiciário (para nível superior) e técnico judiciário (para nível médio). O concurso oferece 14 vagas e formação de cadastro reserva. Os salários são de R$ 9.736,27 para analista e R$  5.934,15 para técnico. As inscrições estão abertas pela internet (www.concursosfcc.com.br) e vão até às 14h o dia 11 de novembro. 

O exame papanicolau serve para identificar câncer do colo de útero, HPV e outras DSTs (doenças sexualmente transmissíveis). Por ser invasivo, o teste só pode ser feito por mulheres sexualmente ativas. O edital diz que "somente serão empossados os candidatos considerados aptos em inspeção de saúde de caráter eliminatório". Segundo a assessoria de imprensa do TRE-SP, os exames admissionais realizados pelo órgão implicam, "além da avaliação de saúde do candidato no sentido de averiguar aptidão ao trabalho", também "no aspecto preventivo em todos os seus níveis".