Cidadeverde.com

Greve: Bancos propõem reajuste de 8% e aumento dos benefícios

A Federação Nacional do Bancos (Fenaban) ofereceu aos bancários em greve há um mês reajuste de 8% em 2016 e abono de R$ 3.500. A proposta também inclui aumento de 10% no vale refeição e no auxílio-creche-babá e de 15%, no vale alimentação. Os bancos também se comprometeram a garantir aumento real de 1% em todos os salários e demais verbas. A Federação também disse que  não haverá compensação dos 30 dias de greve.

Os bancários farão assembleia geral nesta quinta-feira (6), às 17h, para decidir se aceitam a proposta e encerram a greve ou se permanecem paralisados. Os bancários pedem a reposição da inflação do período mais 5% de aumento real (totalizando 14,78% de reajuste), valorização do piso salarial - no valor do salário mínimo calculado pelo Dieese (R$ 3.940,24 em junho) e PLR de três salários mais R$ 8.317,90.

A greve dos bancários já completa 31 dias e é a maior desde 2004.